RELACIONAMENTO 15 de fevereiro de 2017

Acesso ao sexo oposto – Mulher vs Homem

Imagem1

Tive um funcionário que foi um grande orgulho profissional. Entrevistei-o para uma vaga de estagiário, ele tinhas as mãos frias e suadas, falava um pouco nervoso e com tique, mas era um sujeito extremamente inteligente, ambicioso e carismático. Apostei minhas fichas nele, trabalhamos juntos por anos, ele decolou, mas nos separamos após minha saída da agência de publicidade e hoje, aos 27 anos, ele virou diretor em uma multinacional.

Ele nunca foi um cara bonito ou bem de corpo, mas como eu disse, tem boa lábia, é inteligente e agora “bem sucedido”. A história dele com as mulheres foi parecida com a minha (e de muitos homens), era um desastre quando mais novo, feio e meio nerd, chegando à casa dos 20 com pouquíssima experiência. Só que ai as coisas começaram a mudar.

Volta e meia batemos um papo para colocar a conversa em dia. Semanas atrás ele me perguntou como estavam as minhas aventuras amorosas, falei que namorava e tal, e ele emendou que eu perdia tempo, que estava na melhor idade e deveria curtir mais. Estou com 30 e poucos anos e sinceramente acho que aproveitei bem a fase da curtição, mas questionei-o sobre o conceito da melhor idade e ele me veio com um gráfico em inglês (retirado de algum blog que eu não encontrei o original), mas traduzi e adaptei abaixo:

 

Imagem1

 

A coluna vertical corresponde o acesso (ou facilidade) em transar com o sexo oposto (não bancarei o politicamente correto, pois não tenho a mínima ideia de como funciona no mundo gay) dentro de uma escala de 0 a 10, enquanto a coluna horizontal corresponde a faixa de idade (dos 15 aos 50 anos, digamos que sexualmente mais ativa que as demais).

Falando de forma bem genérica e retirando exceções, o gráfico tem algum sentido.

As mulheres com 15 anos são muito mais atraentes que os garotos da mesma idade, além disso conseguem atrair os mais velhos, e praticamente nenhuma mulher de 18 anos vai dar bola pra um moleque de 15.

Aos 18 anos, elas estão no auge para atrair praticamente o homem que quiser e nesse posto permanecem até mais ou menos os 28, quando começam a descer a ladeira da atratividade.  Os homens começam na desvantagem e percorrem um longo caminho até estarem no mesmo patamar das mulheres. Isso porque no início dos 20 a maioria deles ainda é imatura, sem muito jeito para lidar com mulher, pé-rapado e meio urubu, come o que sobra.  Incrível como a conclusão da faculdade e anos de trabalho refinam os homens.

Na intersecção do encontro dos dois sexos, ali em torno dos 28 anos, é o que chamam de “zona de casamento” e foi ai que meu ex-funcionário começou a sua sabatinação sobre a importância de eu ficar sozinho até os 40 anos (ou mais). Os argumentos são os mais variados: preocupação e gasto zero com filho e mulher sendo possível curtir a vida ao máximo, dá pra ter filho aos 50, nosso presidente tem quase 80 e é casado com uma de 30, entre outros argumentos.

Pensei em fazer uma defesa de como é importante ter uma relação duradoura, sobre o amadurecimento que ela traz e tal. Porém, isso é o que penso, foi a referência de relacionamento que tive, e talvez para um filho de mãe ou pai solteiros a perspectiva seja diferente.

  • Ri Storm

    Mulher depois dos 28 é ladeira abaixo, nossa! Que coisa!

    • Claudia Lago

      Infelizmente é a realidade…. Com o tempo as opções vão diminuindo, somos menos “requisitadas”/paqueradas e tal. Mas o lado bom, com a experiência/amadurecimento, hoje sou muito mais seletiva e exigente. Não perco tempo com quem não me valoriza.

  • Henrique Augusto dias

    Tendo dinheiro não importa o sexo, vc pode comprar um “parceiro melhor ” (entenda-se o melhor aqui como mais jovem ),que é o que importa em nossa sociedade onde somos avaliados como mercadoria e descartáveis. e quem quer ser avó dos próprios filhos? Homens perdem o poder de atração na mesma proporção ou alguém conhece algum aposentado na faixa dos 70 ganhando 2.000 e desfilando com alguma de 30? Isso só acontece porque muitas mulheres se submetem a essa situação simplesmente pela grana, como se fosse um emprego arrumam filho com o vovo pra garantir uma pensão vitalícia e a herança .Porquê a hora que o temer bater as botas ela vai tratar de arranjar um homem da mesma faixa etária, afinal já conquistou sua independência financeira é só esperar pra ver, infelizmente o que existe é superficialidade das duas partes. impressionante como as pessoas tem o domínio do conhecimento, entretanto são rasas como ser humano, que vêem o relacionamento de uma maneira distorcida como se fosse um status social, é necessário ostentar sua parceira ou parceiro, como um carro que ficou velho e é necessário substituí-lo.

    • Flora

      Nossa, disse tudo! 👏👏👏

      • Henrique Augusto dias

        E nessa “guerra dos sexos “não há vencedores o coroa se ilude acreditando que com dinheiro e poder conquistará a afeição e amor genuíno da novinha e ela por sua vez perde sua juventude e felicidade pensando que só o cascalho por si só abrirá as portas do paraíso, ambos” acordam ” pra realidade tarde demais.

  • Flora

    Em outras palavras, homens só se tornam atraentes quando tem grana ou pelo menos estão financeiramente estáveis. E mulheres deixam de ser atraentes quando não tem mais juventude. E assim caminha a humanidade…

  • Ri Storm

    Eu pensei que ia ter mais comentários por aqui, me enganei, rs. Esse tema mexe bastante comigo, não vou entrar em detalhes, mas passei minha adolescência e a casa dos 20 anos sozinha. Hoje passei dos 30 e vejo que vai ser difícil achar alguém. Sou do interior do nordeste ( acho que há uma influência socio-cultural aqui) e os homens de 30 e poucos só querem as meninas de 19/20 anos. E isso me deprime infelizmente.

    • mariana cobra

      Cuidado para não “pegar” o primeiro escroto só pra não morrer sozinha.

  • Claudia Lago

    Cafa, bacana o seu amadurecimento, no relacionamento com as mulheres. Gostei 😀
    Quanto ao gráfico, a dificuldade em encontrar um parceiro, está diretamente ligada nos ideais diferentes. Até encontramos pessoas bacanas, mas no momento ela pode estar com objetivo diferente do nosso, por esse motivo não tem continuidade.
    O que precisamos fazer é identificarmos o objetivo do outro e não perdermos tempo 😉

  • mariana cobra

    Quando não tiver mais opções no cardápio voltamos ao arroz com feijão?
    Ficar com alguém pq não se tem nada melhor para fazer ou pq se está num suposto declínio só mostra que pular fases foi prejudicial para seu amigo, pois a maturidade dele não acompanhou a biologia.
    Muito triste.

  • Luisa Cagnini

    Cafa, uma vez você fez um post sobre presentes legais para homens (no blog antigo, faz trilhões de anos, mas era muito pertinente e atual) e eu vim procurar por esse post pra uma amiga, quando me dei conta de tudo que tinha acontecido! Faz de novo! Por favor, por favor, por favor! Sempre usei como referência, desde os meus 17 anos (nossa, faz tempo…). Enfim, feliz que você voltou, assim posso voltar também!

  • Nathália

    Se você for um homem com dinheiro e que procura pra relacionamento sério (com futuro) apenas uma mulher com o atributo beleza, ok, faz até sentido. Mas se você procura alguém interessante pra dividir a vida, vai seguir o caminho errado. As mulheres legais e com expectativas na vida casarão ali pros 30 anos e os homens também. O que vai sobrar de opção pros homens mais velhos que “curtiram a vida” até ficarem velhos? As que ainda estão solteiras/divorciadas na idade dele, e as novinhas (sem expectativas ou muito a oferecer que não a beleza) que vão atrás de senhores ricos pra sustentá-las. Meu lema é: tudo tem sua hora… Obs.: ninguém é obrigado a casar pra ser feliz

    • Jamaica

      Então… Eu tive recentemente duas experiências bem opostas. Uma com uma garota mais velha, que durante o relacionamento beirou os 30 anos e me fritava bastante com aquelas inseguranças bobas que minam relacionamento. Num rompante bem repentino, decidiu que queria casar e era isso ou rua. Optei pela rua, não por não querer casar, mas por todo o stress carregado ao longo do relacionamento. A neura dela por casamento (desculpa o termo, não quis depreciar, mas faltou uma palavra mais “adequada”) veio justamente quando ela atravessou a barreira dos 28 anos.

      O segundo relacionamento foi justamente o oposto, com uma guria mais nova que nunca fez menção em casar. Talvez por ela estar na fase dos 20 e poucos anos e eu cruzando a barreira dos 28, entendi que talvez não fosse a melhor opção brecar nossas vidas já que estávamos com planos e objetivos tão distintos.

      Por mais machista e generalizadora que a imagem pareça, acho ela relativamente real. A tendência é essa, embora não seja a regra. Reconheço, eu tô na fase do “vou casar se aparecer alguém boa o suficiente com planos iguais”, mas não tenho “neura” pra isso acontecer.

      • Nathália

        Bom, pelo que eu entendi do seu comentário, você não deixou de casar pela idade dela ou sua, mas sim porque ela não era a pessoa certa mesmo. Você não seguiu a regra que o Cafa cita, afinal você tem menos de 30 e já pensa em casar, mesmo que não tenha neura com isso. Eu não concordei foi com a teoria do amigo no texto, que diz que o homem não deve nem pensar em relacionamento sério antes dos 40 pra poder curtir todas, e que quando estiver na meia idade, facilmente vai conseguir achar uma mulher legal pra casar. Friamente falando, as chances só diminuem pros homens também… Eu tenho 26 e nem olho pra homens lá perto dos 40. Foi o que eu falei antes, as opções começam a ficar limitadas porque a galera legal casou lá pros 30 enquanto você não tava nem pensando em cultivar algum relacionamento.

        • Indiara Furtado

          Sou dessas. Gosto de homens mais velhos não. Não tenho assunto e eles não tem folego. Tenho 26 tb… 😘😘

          • Nathália

            Pois é… 0,00001% dos homens se encaixa na parcela George Clooney da população masculina 😆

          • Flora

            Faltou citar o fator careca, negligenciado pelo amigo do cafa mas que pesa e muito na capacidade de atratividade masculina. Ahahahaha Dos 40 em diante, boa parte dos homens vai ser vítima dele.

        • Jamaica

          Mais ou menos, na verdade. Eu sou mais novo que a primeira e não tinha condições financeiras ou emocionais de manter um casamento. Não que eu não queria casar nunca, o problema pra mim foi o “ou casamos ou estou fora” e, naquela época, concordei com o “fora”. Pra ela, casar depois dos 30 era uma coisa inimaginável, resolveu fazer pressão no nosso relacionamento e o resultado foi nosso término. No segundo caso, casamento nunca foi pressão. Eu pensaria com carinho em casar com ela porque a situação de vida hoje é diferente, casamento pode ser uma realidade. Não quer dizer que é, nem quer dizer que preciso casar. Só que pra ela isso não é importante agora, e assim vivemos, sem travar nossos planos por conta de um estigma de idade.

          É mais fácil, pra homem e mulher, encontrar o par mais novos. Mas as rotinas de hoje em dia, somadas à necessidade que temos de ser bem sucedidos e expostos socialmente mina a possibilidade de relacionamentos saudáveis que desenvolvem em casamentos e afins. Quando temos 30 e tantos, já estamos mais estabilizados, mais maduros e mais dispostos a esse tipo de relacionamento. Daí entra o pensamento do amigo do post, que dizia com outras palavras que quando você atinge a maturidade e estabilidade, talvez esteja na hora de casar, mas, claro, nessa época você homem continua tendo “acesso” a meninas de 20 anos que são, em tese, mais atrativas pra quem se preocupa só com físico e aparência. Pra uma mulher de 40 é bem mais complicado arrumar um cara de 20, mesmo porque a gente é bem imaturo a essa idade e poucos saberiam valorizar a companhia de alguma mulher mais madura.

          A questão envolve mais maturidade do que estigmas sociais. Pra mim, homem com 20 anos é (em geral) imaturo pra desenvolver qualquer relacionamento mais sério. Mulher com 20 (em geral) é mais madura. Por isso, talvez, a mistura de homem mais velho com mulher mais nova seja mais “interessante” do que de uma mulher mais velha com um cara mais novo.

          • Nathália

            Concordo com você quanto a parte da maturidade depois dos 30. Na verdade, acho que ninguém deveria se casar antes dessa idade. Infelizmente uma boa parte das mulheres ainda não pensa assim por estigma cultural. Mas isso tá mudando! 🙏🏽 Enfim, eu também sempre ouvi e acreditei nessa teoria da facilidade/vantagem dos homens mais velhos em relação às mulheres. Mas olha, sou médica e o que eu observo na prática, com meus colegas de profissão, homens e ainda solteiros perto dos 40, não é exatamente isso. Todos, eu digo to-dos que conheço estão desesperados pra conseguir alguma mulher “séria” pra casar. Sempre reclamam da mesma coisa: as disponíveis na idade deles são divorciadas e têm filhos (preconceito) e as novinhas gostosas que dão atenção não têm nada na cabeça. Acho que pra qualquer pessoa, em qualquer idade, não é fácil encontrar alguém legal que você se identifique por aí. As chances são naturalmente pequenas pra todo mundo. Mas com passar dos anos e depois da idade “boom!” do casamento, as chances diminuem mais ainda pra ambos os sexos. Mulheres jovens e interessantes ficarão com homens jovens e interessantes também. É o que eu vejo no dia a dia. O homem tem a vantagem sim de ainda assim atrair um leque maior de mulheres, mas que tipo de mulher? Ratifico o que disse (e pela última vez 😆), as chances de encontrar alguém legal diminui pra ambos, se você preza algo mais que a beleza.

          • Jamaica

            Interessante você tocar nisso… Acho que no fim das contas, os padrões e estigmas que mantínhamos de homens e mulheres estão se invertendo. O que minhas primas mais velhas diziam de “está difícil encontrar um cara legal”, hoje nós homens dizemos.

  • Jamaica

    Fala Cafa!

    Não sei se vai lembrar de mim, mas no longínquo ano de 2009 escrevi despretensiosamente pra vc contando a minha saga. Jamais esperei que vc postaria e comentaria um texto enviado por um homem, mas dentro de alguns dias estava lá. Na época eu estava me relacionando com uma garota 5 anos mais velha (bom, ela continua 5 anos mais velha) e eu estava meio grilado por não ter porra nenhuma (nem carro tinha, era um piá de pouco mais de 18 anos) e havia “conquistado” uma guria de 23 “madura”, com bom salário, linda e independente. O tempo mostrou que a sua resposta estava correta, no fim das contas ela se mostrou nem um pouco madura e independente, embora continuasse linda e com bom salário. Namoramos por longos 4 anos, de idas e voltas, até terminarmos por conta de uma crise de ciúmes dela no casamento de um primo meu.
    Enfim, sabe-se-lá-porque me deparei com o site hoje e me veio à memória aquele relato e como foi importante pra mim ler aquelas linhas de resposta sábia, mas como foi mais importante pra mim descobrir as coisas por conta própria. Lógico que todo dia bate alguma insegurança, algum grilo, mas hoje, com mais experiência, menos ansiedade e mais maturidade, a gente entende que pra tudo tem a sua hora.

    Grande abraço, parabéns pelo sucesso!

    PS: nunca mais elogiei a Carolina Dieckman depois de uma trepada. Aprendi a lição.
    PS2: fiquei curioso por mais histórias de intercâmbio. Passei por aquilo do trabalho estranho ano passado quando estive morando na Europa e foi uma baita experiência. Talvez seja legal ver você postando mais sobre as pequenas tragédias da vida do intercambista.

    • http://www.manualdocafajeste.com cafa

      Putz, tô velhor demais, não lembro da sua história. Ainda busquei pelo seu email os meus registros e não encontrei. De qualquer forma, fico feliz com o seu relato e retorno, é bem legal saber que ajudei bastante gente nos relacionamentos.

      Vou tentar postar mais sobre meus perrenguees, mas é tanta marretada na cabeça que receio deixar o texto/blog pesado demais.

  • brabul

    cafa querido, tu tens ainda em arquivo alguns textos do velho manual do cafajeste? São antigos mas eram maravilhosos. Se tiver, que tal uma sessão flashback vezenquando? Beijos.

    • http://www.manualdocafajeste.com cafa

      Tenho sim. Qual você gostaria no Vale a Pena Ler de Novo?

  • Indiara Furtado

    Eh bem isso mesmo cafa. Nos somos penalizados por essa opinião formada sobre tudo: sobre o modo de agir, relacionamentos, trabalho. Está tudo predeterminado, e o que sai disso é realmente para se louvar!!! 😅

  • Débora Cardoso

    Gente eu vou ter que discordar desse gráfico, aos 20 eu era uma menina (literalmente não tinha corpo de mulher e parecia ter 14 anos) e não ficava com ninguém, não era atraente fisicamente e nem intelectualmente passei meus 20 e poucos anos sozinha, hoje aos 30 eu sou uma mulher extremamente segura e madura, aprendi a seduzir e consigo ficar com o cara que eu quiser, as vezes sinto que desabrochei, é incrivel o poder de sedução que eu consegui aos 30, acho que fiquei mais confiante e isso reflete por fora e as pessoas reagem bem.

    Quanto aos caras mais velhos ricos… Eu moro em Brasília, aqui o que mais tem é homem rico e influente, qualquer dia eu vou escrever para o cafa a minha história sobre o meu relacionamento com um político mais velho que conheci (só não vou poder dizer o nome dele pq ele é muito conhecido)