RELACIONAMENTO 7 de outubro de 2016

Dia das leitoras – “Não quero mais ser amante”

couple_jealous_woman_date_600x369

“Estou me sentindo boba por enviar esse e-mail.
Acho que você deve ter ajudantes que fazem uma triagem e talvez a minha situação, de tão repetitiva, nunca chegue a você (risos). Caso eu esteja enganada, me responde, por favor. Tá?

Cafa > Eu fico tão lisonjeado quando leio algo assim. Parece que o blog é um mega portal, com uma equipe de redatores, revisores, comercial, etc. Eu sou tal qual um dono de boteco pobrito: tiro o pedido, cozinho, limpo e cobro a conta. A diferença é que aqui ninguém me paga. 😀

Eu estou em um relacionamento com um  cara comprometido. Ele namora há 3 anos e meio. Quando eu o conheci não sabia que ele estava em um namoro. Nos aproximamos como amigos e era maravilhoso. Mas eu queria algo mais e sentia que ele também queria, mas ele não tomava nenhuma iniciativa. Muito pelo contrário, quando tínhamos a oportunidade de fazer algo sozinhos, ele praticamente “fugia”.

À medida que a amizade avançava, eu me senti à vontade pra conversar com ele sobre isso. Foi aí que ele me confessou que estava atraído por mim, mas tinha namorada.

Decidimos esquecer tudo isso e continuarmos como bons amigos.
Ocorre que nos vemos diariamente por causa do trabalho e de algumas atividades que fazemos juntos. Ficou difícil ignorar o interesse. Aliado a isso, eu estava há dez meses sem me envolver com alguém. Dá pra imaginar o nível da minha carência (rsrs).

Ficamos à primeira vez e eu jurei (pra mim mesmo) que seria só aquela vez. Pra matar aquela vontade e pronto.

Aí teve a segunda vez, e eu jurei (pra mim) que nunca mais. Mas não “deu certo”. Teve a terceira, quarta… Já estamos juntos há 5 meses.

Cafa > Isso me lembra um viciado tentando parar de fumar. As vezes rola ficar algumas semanas sem acender um cigarro, mas assim que coloca um na boca, vem outros. Ou toma a decisão de superar o vício, ou em qualquer tristeza, tempo ocioso ou bebedeira há recaída.

Eu sei que existem inúmeros motivos para dar um basta nisso. Mas será que não podem existir situações diferentes? Será que a nossa história não pode ser uma exceção entre tantas que dão errado?

Sabe, ele passa a semana toda comigo. Nos vemos todos os dias, de segunda a sexta.
Só que nos finais de semana ele nunca está disponível (por óbvio).

Cafa > Cuidado em se contentar com migalhas de atenção. Você não é estabelecimento comercial para o cara te visitar apenas em dias úteis.

A namorada dele mora na mesma cidade e eu já descobri (não por ele)que ela é totalmente disponível durante a semana. Mesmo assim eles não se encontram. Parece que eles estavam com problemas, brigando demais e decidiram que só iriam se ver aos finais de semana.
Entao, durante a semana, mesmo quando ele não está comigo, ele não vai vê-la (já tive várias provas disso).

Cafa > Não importa. Normalmente casais quase não se veem durante a semana, já que cada um está na sua rotina (trabalho, estudo, academia, etc, etc) e o fim de semana é o momento de ficarem juntos com mais tranquilidade. Você pode ter entrado na agenda semanal dele e isso não necessariamente é uma vantagem.

No início, ela já “desaparecia” da sexta. Agora, na sexta ele fica comigo. No sábado, às vezes aparece, fica pouco, mas aparece. No último sábado, ele chegou lá em casa às 18h e foi embora às 21h. O que me pareceu bastante tempo. Considerando que ele só vê a namorada aos sábados e domingos e passa a semana toda comigo.

Cafa > É um bom sinal que você tenha ganhado espaço além do dia útil, mas ainda assim segue sendo a outra.

Enfim…
Ele nunca falou mal do relacionamento. Nem bem também. Ele não fala nada.

Cafa > Dificilmente um homem vai abrir o seu coração para uma amante e falar dos problemas com a atual. Trair já não é digno, fazer confidências da principal com a amante é o ápice do mau-caratismo.

Mas por esses comportamentos, acho que talvez ele não seja feliz no namoro. Talvez outras coisas o prendam… comodismo, o medo de terminar e se arrepender, o carinho e consideração por uma pessoa que ele se relacionou tanto tempo. Alguma dependência emocional dela, dele ou de ambos. A família, amigos comuns. Falta de coragem de quebrar as promessas, desfazer os planos.

Cafa > Olha, isso pode pesar um pouco, mas não acho o principal motivo. Quando há filhos envolvidos, ai a coisa é mais complicada, porém quando não há um laço “vitalício” com a mulher, o rompimento é mais fácil. Eu tenho duas hipóteses, ou ele é um menino que tem medo de assumir as rédeas da própria vida e vive em função do que os outros pensam ou você não é boa suficiente pra ele terminar com a atual.

Mas acredito que o desejo, a paixão, o amor entre homem e mulher não seja mais o mesmo. Ou nem seja mais. Ja vi tantos casais que depois de um tempo juntos desenvolvem sentimentos fraternos um pelo outro. Se amam quase como irmãos e permanecem juntos por comodismo.

Cafa > Deixa eu te contar uma coisa então: isso acontece com todos os casais. Aquela paixão inicial (momento que você está vivendo, mas sem ser um casal) despenca com os anos. Esse sentimento dá lugar a outro mais fraterno, de respeito, carinho e admiração pelo outro. Comodismo pode ocorrer, mas não necessariamente está relacionado com essa mudança no sentimento.

E veja, não dá pra dizer que a nossa relação se resume a sexo, sabe. Muitas e muitas vezes não nos encontramos pra sexo . Nos encontramos pra assistir filme, saímos para comer e conversar. Tem dias que a gente conversa tanto que quando ele vai embora me dou conta que mal demos um beijo.

Cafa > Provavelmente no início do namoro ele tinha a mesma dinâmica que você descreveu com a namorada. Agora você é a novidade no sexo e o bônus é que ele ainda tem uma companhia bacana, além da atual.

Durante a semana ele não tem qualquer limitação comigo. Nos vemos a hora que quero, ligo e recebo ligações a qualquer hora… A gente se fala o dia inteiro, ele até me dá satisfação do que está fazendo (eu não peço). Além disso, eu nunca os vi juntos. Nas coisas que estou envolvida ele vai sozinho ou não vai. u só lembro que ela existe aos finais de semana… Pq ele fica indisponível pra fazer qualquer coisa comigo.

Cafa > Como eu disse, ela deve ter sua rotina durante a semana que pouco envolve o namorado. Na real, isso é algo que sempre achei importante em uma relação. As pessoas precisam de um tempo sozinhas. O segredo para estragar uma relação é fazê-la cair na rotina e os dois perderem a individualidade. De qualquer forma, no namoro do cara isso não foi suficiente para ele por um chifre na parceira.

Enfim… a questão é que por tudo isso eu penso que talvez ele esteja em um relacionamento falido.
Será que sou muito idiota por investir nesse relacionamento, por ter essa esperança?

Cafa > Não vejo problema em você querer investir no negócio se viu potencial. O problema é que primeiro o cara precisa se livrar do relacionamento falido. Não é possível se dedicar a um novo empreendimento carregando um negócio quebrado nas costas.

Acho que sou compreensiva com a situação dele pq já estive em um relacionamento em que não estava feliz, mas o meu ex era tão bom pra mim, fazia tudo tão certinho que eu me sentia a pior das pessoas por querer terminar, por querer viver outras coisas e por não estar mais gostando dele do mesmo jeito.
Foi uma decisão difícil e eu passei vários meses infeliz e sem coragem pra terminar. As vezes acho que ele pode estar passando por isso.

Cafa > Você não falou a idade de vocês, mas creio que devem ser bastante novos por ter essa mentalidade de pena do parceiro.

As vezes passamos por maus momentos na vida, em que um problema pessoal acaba afetando a relação. Com maturidade, paciência e em um relacionamento forte essas fases são superadas. Algumas pessoas acabam rompendo na primeira crise, outras buscam soluções fáceis (como traição ou desprezo) e algumas se acovardam no meio (caso do garoto dessa história).

Muitas vezes tenho vontade de cobrar dele um posicionamento sobre isso, mas acho 5 meses pouco tempo pra exigir uma decisão dele.
Por outro lado, será que existe tempo pra isso? E quando seria esse melhor momento?
Sei que a medida que o tempo passa eu me envolvo mais e sinto uma maior dificuldade para terminar.

Cafa > Terminar o que não começou? No seu (literalmente) caso é apenas parar de ficar com ele e está resolvido. Quem precisa terminar algo aqui é o cara, não você.

Mas você está certa sobre tempo. Não dá pra falar quantos meses são necessários para exigir que alguém termine uma relação e assuma a amante. A escala a ser utilizada é a do envolvimento. E pelo que você me descreveu, os dois estão bastante envolvidos, saindo regularmente, o caso não se limita a sexo, possuem afetividade um pelo outro, então digamos que já deu o “prazo” dele terminar com a namorada.

Me dá um conselho, Cafa? Nem precisa me aconselhar a fazer terapia. Estou com consulta marcada pra amanhã. Resolvi me tratar porque o que me leva a me submeter a uma situação assim é, antes de tudo, muita baixa autoestima.(só pode, deve ser)”.

Cafa > Não acho que terapia seja o caminho. Se você apenas se apaixonasse por homens comprometidos ai sim seria algo mais profundo da sua personalidade que deveria ser analisado. Porém, um caso pontual e bobinho como esse não exige terapia, mas atitude, coragem e maturidade.

Se o cara realmente gosta de você e estivesse na iminência de te perder, não tenha dúvida que ele terminaria o namoro e ficaria contigo. Porém, está conveniente pra ele ter você durante a semana e a namorada no fim de semana.

Bate um papo com ele, explica que não está rolando pra você, que prefere se afastar enquanto ele não se resolve e tal. Só um ponto aqui, é importante você tentar entender o que rolou no relacionamento do cara pra não ter dado certo. Nada garante que, terminando com a atual e começando a namorar você, daqui alguns meses/anos você não vire a corna da história.

______________________________________________________________________________________

Quer mandar a sua história para o Dia das leitoras? Não posso garantir que responderei todas, mas se for algo interessante e resumido, as chances aumentam. É só enviar para cafa@manualdocafajeste.com

  • Fraenze

    “Quando eu o conheci não sabia que ele estava em um namoro. Nos aproximamos como amigos e era maravilhoso. Mas eu queria algo mais e sentia que ele também queria, mas ele não tomava nenhuma iniciativa.” Por que será que ele não tomou iniciativa? a) ele é lerdinho mesmo, coitado. b) ele não presta c) ele namora d) a resposta “b” e “c” estão corretas. MIGA, conselho que meu pai me ensinou e serve muito para todas as áreas “não faça com os outros o que você não gostaria que fizesse com você.” Pensa na outra menina, chuta esse boy e parte para outra que não seja uma furada. Beijos.

  • Marcela

    Olha com essa história toda só consigo pensar o seguinte: como esse indivíduo é mal caráter.. ninguém é obrigado a ficar com ninguém.. pra que trair a namorada assim? Pq no caso ele já praticamente namora a leitora.. ou seja, tá com duas namoradas.. passa a semana toda com uma e no fds com outra.. se quer vida assim, fica solteiro!!
    Olha pra leitora só tenho algo a dizer, nao acho errado vc querer algo mais.. Mas, não custa nada avaliar o caráter do moço, pq ele está a 5 meses praticamente namorando vc e a outra né? E aparentemente não vê problema nenhum nisso.. se vc considera a monogamia importante, acho que esse rapaz nao é indicado pra vc evoluir com ele.. se não for, se joga e aproveita enquanto não aumentou o número de pessoas na história..

  • Carol

    Faz muito tempo que não vejo um ‘dia das leitoras’ que não seja cheio de mimimis e infantilidades… pra falar a verdade não lembro quando foi a última. Cansa ler tantos relatos de garotas que se depreciam.
    Entendo a dúvida da leitora, ela me parece bem pé no chão, sabendo o que poderia acontecer no futuro se continuasse no papel da ‘outra’, mas ao mesmo tempo deixando rolar. Parece-me que os dois estão bem envolvidos emocionalmente e que tem um grande carinho envolvido, mas por mais que exista essa afinidade, não dá pra deixar de questionar o caráter do cara. Claro que isso pode acontecer, de você estar envolvido com alguém e de repente você se apaixonar por outra, mas acho que a partir do momento que isso acontece, o certo é colocar um ponto final no antigo relacionamento para começar um novo.
    Acho que com diálogo a gente encontra o caminho a seguir, expor o que pensa e deixar claro o que espera do outro. Caso não for recíproco, já sabe o que fazer..
    Boa sorte 😉

    Só não concordo muito Cafa, com o que falou sobre terapia. Acredito realmente que todo mundo deveria fazer um acompanhamento, pelo menos uma vez na vida, com um profissional… por experiência própria. Não é só para ‘ajustar’ nossos relacionamentos, mas um processo de auto conhecimento e crescimento profundo. Sempre tem algo a se discutir se estiver disposto a evoluir rsrs

    • http://www.manualdocafajeste.com cafa

      Na verdade eu sou um grande defensor de terapia, mas para resolver o problema dessa história acho um custo a toa.

  • Raquel Monteiro

    Adorei a história e os conselhos. A moça é bastante “pé no chão”. Essas coisas acontecem, mesmo que a gente não queira.

  • Danielle Moura

    Não acredito que tem gente que fala que essa moça é pé no chão, quando ela mesma cita: “Muitas vezes tenho vontade de cobrar dele um posicionamento sobre isso, mas acho 5 meses pouco tempo pra exigir uma decisão dele.” Ainda fica arrumando mil e uma desculpinha pelo fato do cara ser um traidor, enrolado e super acomodado. Me poupe! Precisa de muita terapia sim amiga, pra se livrar desse encosto.

    • Sagitariana

      Ele está muito errado e ela muito mais. Quem começou essa história foi a leitora, ela foi mexer com quem estava quieto.

    • Raquel

      Falou tudo! Interpretar o silêncio do cara como um relacionamento fali
      do e desculpa pra justificar o que o cara tá fazendo. Daqui a pouco vai dizer que faz na cama o que a namorada não faz e o cara é um coitadinho! Me poupe! Inadmissível alguém que acompanhe o blog ter essa cabeça.

  • Sagitariana

    Leitora,
    Faça um favor bem grande, se coloque no lugar da namorada dele. Você gostaria de ser traída? Acho que não, né flor? Então, não faça isso. Ele e você são covardes e vc muito mais, porque foi provocar uma pessoa comprometida. Ele não deu em cima de você, vc que deu em cima dele.
    Você precisa sim de terapia e de uma lição muito bem dada da vida, por pior que o relacionamento estivesse, nada justifica o ato de vocês.
    Lamento muito o seu comportamento.

    • Marcela

      Claaaaro que quando ela provocou o coitado ele não tinha escolha né?!.. e por isso ele está a 5 meses com ela.. para com isso.. o único covarde aí da história é ele.. ela só é uma moça iludida mesmo…

      • mariana cobra

        Coitada da moça iludida…fazer exercícios de empatia te tira de diversas ciladas.

  • Flá

    Oi,
    Primeira coisa que deve fazer é a terapia. Avaliar pq aceita ser a segunda opção. Independente, de na historia ser com relação a homem…como são nas outras situações da sua vida? Se contenta com migalhas? Acha que nao conseguirá ser amada? E não seja ingênua, pq esse cara não vai terminar com a namorada pra ficar com voce. Sabe pq? Pq ambos não sentem confiança um no outro. Você sabe que por trás de aceitar ser amante, existem problemas na sua vida anteriores a isso. Com terapia vai rir futuramente por ter aceitado essa situação. Você ainda se questiona no texto: será muito baixa autoestima?! Vai encontrar a resposta analisando sua vida na terapia!

  • Sa Ayub

    Boa história Cafa!
    Já estive dos 2 lados, fui a namorada traída e alguns anos depois tive um rolo com um cara que tinha namorada. Quando fui a outra e estávamos completamente apaixonados (sem julgamentos, please), bem no fundo consegui “entender” o sentimento devastador que meu ex na época sentiu, pois me disse que havia se apaixonado também…é até meio louco confessar isso, mas após esse rolo consegui perdoar esse ex, no meu coração.
    Não acho que o cara comprometido e nem a outra estão certos, afinal vc pode escolher não entrar nessa história. Mas a coisa é mais complexa do que os puritanos querem pintar, nem sempre tudo é preto no branco e por mais que vc saiba que está errando, vc continua, o tal vício que o Cafa falou.
    Para a dona da história, um único conselho, eles raramente escolhem a outra…afinal vc fez parte de uma historia cheia de erros do cara e normalmente eles querem apagar isso. Nem meu ex ficou com a garota e nem eu fui escolhida pelo meu rolo quando ele terminou com namorada (sim, ele terminou e começou a namorar outra menina rs). #ficaadica

  • mariana cobra

    Ele é o tal do boi sonso que derruba a cerca. Fala mansa, aceitou sem fazer esforço a carentona com síndrome da interpretação romântica e tá passando o rodo em duas numa boa.
    Clap Clap Clap pra ele…enrolar duas não é tarefa nada fácil.
    Difícil mesmo é entender como uma mulher (aparentemente) esclarecida fica nessa situação por 5 meses. Acorda colega e bora respeitar a vez da coleguinha?
    Chega no bofe e fala “ou ela ou eu” aí vc vai descobrir se é distração de segunda a sexta (tal como a sessão da tarde) ou se pode virar uma futura corna desavisada.

  • Elaine

    Ótimos conselhos Cafa. Até que você não pegou pesado. Realmente é preciso coragem para mudar uma situação a que estamos acostumadas. Se realmente o cara se interessa ele toma um decisão, ainda mais tendo uma pessoa ao lado. Tem que se arriscar e ver no que vai dar. Quanto mais o tempo passar mais sofrimento vai causar.

  • Débora Cardoso

    É uma situação complicada essa da leitora mas bem acho que 5 meses já deu tempo dele se decidir, se ele quer ficar com vc ou com a atual, eu acho que enquando vc não digamos” colocar ele na parede” ele não vai se decidir até pq está muito comodo para ele, ele está levando duas pelo preço de uma, durante a semana ele fica com vc e nos finais de semana ele fica com a oficial enquanto nenhuma das duas fizer cobranças ele vai levando esses dois relacionamentos numa boa. Vc disse que no sabado ele foi te ver das 18hs as 21hs porque provavelmente ele marcou alguma coisa com a namorada dele pra 22hs e ficou passando o tempo na sua casa até dar a hora do compromisso. Não se contente com tão pouco flor
    O Cafa te deu bons conselhos, acho que vc deve pedir um tempo para ele dizer que essa situação já não está mais boa para vc e pedir para ele se decidir, se ele quiser ficar com a oficial bola pra frente. Vai ser fácil? não, mas será melhor que você se contentar com migalhas de atenção e carinho.

  • Angelica Camille

    oi, então… já faz tempo desde esse relato e as coisas já deve ter se resolvido mas…. Já estive nessa situação e o pior, o cara tem um filho. No 1 mês que vi que não era só pegação eu ja falei pra ele decidir se queria eu ou a esposa(agr ex). Ele me escolheu <3 e estamos completando 1 ano e meio de namoro, mas nem todo caso é igual. O conselho caso não tiver resolvido: cv com ele e faz ele escolher. Se ele escolher ela, ele não te merece… ponto

  • Lari

    Eu to vivendo isso… puta que pariu! Parece que foi eu quem escreveu esse texto!! Aiiiii! Aguenta coração ):