RELACIONAMENTO 9 de outubro de 2015

Sexta das leitoras – (i)Maturidade

HDHuT_BlogSpot_com (3)

Nessa Sexta das Leitoras separei dois casos que mostram a diferença de maturidade entre duas garotas praticamente da mesma idade.

Vamos lá:

História 1

“Acompanho o blog já tem um bom tempo, adorava suas desventuras e dicas, até hoje lembro de um texto que você escreveu com algumas dicas de sexo (foi meu manual básico nos primórdios da adolescência).

Cafa > Obrigado =)

Mas vamos la, tenho 24 anos,1,60 cm, estou no ultimo ano da faculdade de engenharia, sou trainee em uma multinacional, malho 5 dias por semanas e gosto de me iludir que sou atleta praticando corrida de rua, me acho uma pessoa interessante.

Cafa > Gostaria de apenas fazer uma observação sobre sua descrição. Já vi muitas leitoras desqualificando mulheres que fazem essa auto-descrição. Não vejo problema algum nisso, pois há muitas garotas por ai que para desqualificar as atitudes de outras mulheres, simplificam que o cara a abandonou ou que ela fez merda porque deve ser feia e burra.

Um tempo atrás eu tive um problema pessoal que me forçou a reestruturar toda a minha vida, foquei em mim e nos meus objetivos, estava solteira fazia 1 ano, porém alguns meses atrás conheci um cara e começamos a sair, aos poucos nos envolvemos, ele era muito divertido, não era grudento, respeitava minha independência, apesar de ele ser bem diferente de mim profissionalmente ( é muito raro eu sair com pessoas que não são da mesma área que eu), começamos a namorar, ai então tudo mudou.

Minha rotina é muito corrida, de segunda a sexta eu durmo muito pouco, sábado eu tenho curso,domingo 2x por mês é corrida, então assim me namorar é difícil mas o cara sabia disso tudo, quando começamos ele sempre falava com era legal eu ter a minha vida, até por que a rotina dele era meio apertada também (ele trabalha fins de semana a cada 15 dias),agora todas as nossas brigas são que não incluo ele, que não demonstro os sentimentos que digo ter, que sou fria, mantenho distancia e (na minha opinião o argumento mais “what that f***”) eu sou uma namorada imaterial

Não entendo essa mudança súbita ou como corrigir a situação, assim busco um pouco de iluminação de quem entende como ninguém a mente masculina

Desculpe a intimidade na escrita, mas são quase 10 anos, acho que eu e muitas leitoras te consideramos um amigo de longa data!”

Cafa > Que fofa. Bom, o seu problema é até que simples de entender, mas não tanto de resolver.

Normalmente quando começamos a ficar com alguém, os encontros são ocasionais, pouco frequentes. Só que ai você começa a gostar da pessoa e os intervalos entre eles começam a ficar mais curtos e aquelas saídas que ocorriam uma vez por semana, passam a ser três. Até que um belo dia os dois decidem que não querem mais dividir o restante do tempo livre com outras pessoas e começam a namorar. Só que namorar pressupõe que os encontros vão se tornar mais frequentes e aqui começa o seu problema com o cara. Por mais que ele respeite a sua vida privada, a partir do momento que subiram um degrau no relacionamento, espera-se que passem a se encontrar com mais frequência, mas pelo visto nada mudou desde que se conheceram. A pimpolha deve me perguntar, tá entendi e agora?

Bom, se você começou a namorar, a sua rotina precisa se adequar a sua nova realidade. Isso não quer dizer que você tenha que abdicar de suas atividades individuais, que são essenciais para você e sua relação, porém você precisa envolve-lo um pouco mais.

Por que não chama-lo pra dormir contigo um dia na semana, por exemplo? Em um mês, ao invés de ir correr domingo, tente encaixar pra correr no sábado ou durante a semana. Divida esse teu esforço com ele.

As vezes nos vitimamos demais colocando culpa na nossa terrível rotina que nos escraviza, mas por mais que tentamos nos enganar, quem a controla somos nós e é possível flexibilizá-la para passar mais tempo com quem nós amamos. Outra possibilidade aqui é que talvez você ame mais sua própria rotina que o cara. Pense nisso.

 

História II

 

“Tenho 23 anos e estou vivenciado um período muito complicado na minha vida.

Cafa > É tanta complicação que até caiu uma lágrima aqui por você.

Eu e as minhas amigas passamos o carnaval em Minas e todos os dias para ir de uma cidade a outra pegávamos uma van e eis que conhecemos alguns garotos. Dentre eles havia um que me chamou atenção e começamos a conversar todos os dias, mas não ficamos, sou muito tímida, só depois de ter certeza que não ia vê lo tive coragem de adicioná-lo no face,

Cafa > Fia, a sua timidez não é o motivo de vocês não terem ficado, ainda mais no carnaval. O cara simplesmente não te achou tão interessante pra chegar. Mas beleza, vamos fingir que ele também seja tímido, já que muitas leitoras gostam de falar que alguns homens não tem atitude.

logo em seguida ele me aceitou e começamos a trocar várias mensagens durante alguns meses e nelas ele dizia coisas fofas e que queria me ver, mas nunca dava certo (Ele mora em MG e eu na grande SP).

Cafa > Alguns homens gostam de mijar no território que nunca pisaram apenas para inflar seu ego e ai criam essas falsas expectativas. Na verdade está mais para menino que homem, mas é um tipo comum.

Um certo dia fui para um festival sertanejo em MG com toda as minhas amigas do carnaval e mais algumas que não haviam ido (isso inclui a minha melhor amiga) e também com os meninos do carnaval. Chegando lá criei a maior expectativa de ficar com o menino, mas ele nem ligou para mim, inclusive ficou com outra menina (fiquei arrasada, tomei um porre e peguei geral)

Cafa > Com 23 anos ficar arrasada porque um menino não quis te beijar é meio drama do núcleo infantil da Malhação. Sai dessa vida.

daí alguns dias depois ele e os meninos vieram para minha cidade para encontrar eu e as minha amigas, foi bem divertido mesmo sabendo que o menino não queria ficar comigo. Porém dias depois descobri que ele estava mandando whatsapp para minha melhor amiga dando várias indiretas para ficar com ela.

Cafa > Uau! Que revelação, menina.

Poxa o mundo tem milhões de mulheres precisava ficar com vontade de pegar justamente a minha melhor amiga ???

Cafa > O mundo tem milhões de mulheres, parte na China, várias na Índia, e outras 99% há milhares de quilômetros de distância. A sua amiga provavelmente era a mais interessante que ele encontrou em seu círculo social. Qual o problema nisso? Vocês nem ficaram…

Enfim, sei que ele não quer ficar comigo, mas entendo que se a minha amiga não gosta dele ela não deveria nem se quer puxar papo. Pois bem, ela me prometeu que não conversaria mais com ele e acreditei na palavra dela, mas não foi isso que aconteceu. Eles ainda ficam conversando todos os dias pelo whatsapp.

Cafa > Sério, quando eu li essa última frase logo imaginei você de braço cruzado, de bico, cara de choro e batendo o pezinho no chão. Que fase, hein?

Eu conversei com ela sobre o assunto, dizendo que ainda gosto dele e que fico chateada por ela saber disso desde o começo e mesmo assim continuar puxando papo .

Cafa > Você gosta dele, ele não gosta de você e sim da sua amiga. O que você quer controlar aqui? Já que não pode fazer o cara gostar de você, quer usar a sua amizade para fazer com que a sua amiga não goste dele?

Eu sei que ele foi Cafajeste pq ficou me mandando mensagem e agora manda para minha amiga, mas ela como minha melhor amiga deveria entender isso, mas pelo contrário.

Cafa > Não queime nossa classe com casos da Malhação, por favor.

Ela me disse que não tem motivos para cortar a relação com ele e ficou brava comigo e não estamos conversando mais. É tão difícil dar um fora em alguém uma vez que ela diz que não quer nada ?? Não vejo complicação nisso, a não ser que ela esteja gostando dele tbm :/

Cafa > E se ela estiver gostando do cara e não quiser te falar, qual o problema? E mesmo que ela não goste e queira ficar alimentando o ego nessas conversinhas babacas, qual o problema? Óbvio que essa atitude mostra um grau de maturidade da sua amiga digno de espectadores da Sessão da Tarde, mas a julgar pela sua história, creio que estão todos na mesma audiência.

  • Luciana Puricelli

    “Não queime nossa classe com casos da Malhação, por favor.” Nunca te vi, mas sempre te amei. Sem mais, bom findi. hehehe

  • Vanessa

    Gosto mais qnd me identifico com as histórias que se parecem comigo. Daí tiro lições. Ñ é o caso.
    Mas, minha opinião é a seguinte: A primeira menina gosta mais da própria vida do que do cara. Ñ abre mão de nada pra ficar com ele? Então ele ñ é “aquele” cara. Pq no dia q ela conhecer esse, vai querer tanto ficar com ela q ou vai arrastá-lo pra assistir a corrida dela ou correr com ela. Qnd a gnt realmente gosta, faz isso… É um ciclo tão natural…
    Já a segunda… ¬¬
    Paaaaara! Fantasiar um ‘pseudo-sentimento’ mútuo com um cara q nem NO CARNAVAL tentou nada com ela, já é tolice.
    Agora, querer controlar os sentimentos da amiga já é imbecilidade pura, desculpe amiguinhas… Volte pro jardim de infância e busque seu cérebro.
    Pode começar a arrumar um novo Ken pra fantasiar sua casa da Barbie. E aproveite também e arrume uma nova amiga, pq essa certamente deve estar fugindo de vc.

    • Daiane

      Estou contigo e não abro,se ela não lançar a semente ,jamais verá florescer

      • Fulvia e Starley

        Pois é eis ai um bom conselho

  • Bruna Vanessa Alves Rodrigues

    cara, a menina da ultima historia tem problema, nem ficou com o cara e ja ta enchendo o saco, e dizendo que gosta dele. aff

  • Laisi Teles

    Adoro seus posts Cafa, vc diz o que nem as amigas teriam coragem de dizer, a verdade. Haha, me divirto muito :)

  • Ligia Caetano

    Ahh típico da idade neh…se bem q com 23 tava mais preocupada em pagar meu aluguel, que com estes boys do jardim de infância. Experiências a parte…acho q n vale a pena perder a amizade da “BFF” por um cara que a garota nem ficou! Uma coisa é certa em aambas as histórias: só se desilude quem se ilude. Bjs cafa 😉

  • Indy

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… que bonitinhooo! A moça emburrou! Mas vamos la: a primeira moça não está sabendo colocar o rapaz na vida dela, ou talvez nao faça questão… To mais para a segunda, pq quem quer faz por onde… Mas enfim, se ela gosta dele msm é so achar uma forma de incluí-lo, mas se ele for um reclamão carente não tem mto o que fazer… Ainda existe essa possibilidade…
    A segunda moça, apesar da imaturidade, eu a entendo. Comigo aconteceu algo parecido, tenho um “amigo” que volta e meia ficamos, tipo 3 anos nesse rolo, quando estamos solteiros sempre ficamos, porém já cansei de ve-lo em festas acompanhado e vice-versa, até ai tudo bem… Mas um dia desses numa baladinha de aniversario dele, ele ficou com minha prima! Eu fiquei muito puta, sai bufando da festa, mas me mantive no salto… Parei, repensei, vi que n tinha motivos pra ficar puta com ele, nao temos nada. Porém decidi nunca mais ficar com ele (eu me reservo esse direito). Essa relação de pegação tem uma linha tênue que não se pode atravessar, no meu caso é ficar com familiar e/ou amiga proxima (que no momento é so uma, e entre nós ja existe uma especie de acordo quanto a isso)… Porém não proibo ninguem de fazer nada, minha prima ficou, legal, espero ate que continuem ficando, porém meu doce ele n tem mais!! 😀

  • Indy

    Concordo com vc Letícia. E essa eh uma das principais diferenças entre amzd masculina e feminina.
    Eu ficaria chateada sim, como disse no meu comentário. Isso eh involuntário!

  • Hilda Ferreira

    Sobre a segunda história: com 23 anos vc deve saber muito bem quando alguém está interessado ou não! Essa história de “ele preferiu minha amiga”, ninguém é dono de ninguém. Já fiquei afim de caras que preferiram minhas amigas e nem por isso tomei porre!

    • Maria Batestin

      concordo contigo,antes de amar alguém ,tenho que me amar,se o cara foi azar o dele,a gente sempre acha alguém muuito melhor

  • Kika

    História II: Será que ela realmente Gosta dele? Ou não aceita a possibilidade de o rapaz ter se interessado pela amiga dela e não por ela?

  • Kika

    Olha, ódio eu não tenho.. porque a vida é isso. Não dá para ter ódio só porque ela tem esse comportamento. Quem é que não cometeu ou comete esse tipo de comportamento quando o assunto é: homem ( relacionamento)?

    Isso só o tempo é que vai trazer amadurecimento para ela . Mas o que penso é: Ela ainda é nova… vai aprender, a vida vai ensinar. Ps: Sejamos menos cruéis.

  • Elaine

    Ótimos exemplos. Realmente a imaturidade nos faz fazer cada papel.

    • Telminha

      e quando ela chega,nos traz arrependimentos

  • Aline Carlesso

    Cansei de ler a segunda história. Ah vá, ficar estragando amizade por causa de uns panacas que aparecem por ai. Dá licença mulherada, primeiro ame você e depois outra pessoa, valorize-se. Ah pra puta que o pariu esse cara da segunda história, se não acrescenta na vida, deleta.

  • Anônimo

    Essa segunda história aconteceu comigo, só que o tal cara era meu ex namorado, que eu tinha ficado semanas antes e que ainda gostava, e minha amiga deu encima dele e ele encima dela quando estávamos em um mesmo ambiente. Me senti péssima e achei uma puta sacanagem principalmente dela pq era minha “melhor” amiga, mas ja esperava uma atitude dessa de um cafajeste como ele…

    • Anônimo

      Acham que fui imatura? Tenho 20 anos…

      • claudia

        ela sabia muito bem seu sentimento por ele e a história que vcs tiveram. O cara podia não prestar, mas a fidelidade dela era com vc. Se tivesse passado muuuito tempo desde o termino do namoro, beleza, vc teria sido imatura, mas é algo muito recente e ela não soube respeitar sua dor neste momento. Mostrou que realmente não merece ser sua amiga. É o tipo de coisa que só nós mulheres entendemos. Fidelidade de amizade é maior que de namoro/casamento. (tenho 30)

  • BelL

    Sem querer ser chata, mas já sendo. Talvez a imagem não venha ser a melhor, para o caráter do blog..que creio ser para maiores de 18. A imagem de uma criança, por mais que o contexto da matéria não venha estar diretamente ligado a algo proibido. Mas não “pego” legal! ;*

    • claudia

      interpretando a imagem e os textos, fica nitido que ele quis mostrar que muitas meninas sofrem por agirem como uma criança. como a garota da segunda história, que ficou emburrada pq não fizeram a vontade dela. Entendo que quando se trata de imagem de criança exige um certo cuidado, mas neste caso coube muito bem, retratou bem o que ele pensa da garota.

  • lets

    Ridículo usar a amizade pra querer controlar tudo. Ja tive uma amiga assim… o problema eh que ela se apaixonava por todo cara que gostava de mim.. inclusive meu namorado tempos depois.

  • Simone do Valle

    O problema no caso 1 é a velha mania das pessoas de quererem mudar o outro e se achar mais importante do que são. O dito cujo já sabia da rotina dela antes de começar o namoro e achava ótima, a partir do momento que assumiu o relacionamento quis adotar uma postura diferente. Quem disse a ele que ele é mais importante do que todas as outras coisas da vida dela? Quando ele chegou, tudo já estava lá, funcionando perfeitamente, é ele quem tem que se adaptar se quiser fazer parte. A faculdade um dia vai acabar, o curso também, aí ela vai ter mais tempo para ele. Porque ele não começa a correr também para acompanhá-la, já que quer fazer parte da rotina dela, ou vai malhar junto? Ou então vai ocupar o tempo livre com coisas interessantes e curte o pouco tempo que tem pra ficar junto ao invés de ficar reclamando. Ou então arruma outra namorada que tenha mais tempo.

    • Silvania

      Simples,porque é homem e acha que tem que mandar na relação,então esse ai se fez de coitadinho

      • lorrayne

        verdade

  • Nildo japones

    cara voce deve ser psicólogo,fala com uma profundidade,mandou bem

    • michelle

      Agora os marmanjões estão invadindo nosso espaço? lol ,LEITORAS,rsrsrsrsrsrs

  • Nildo japones

    meninas,não se esqueçam,que quando erramos,é porque buscamos fazer o certo,caimos,se aprender-mos com certeza o tempo vai mostrar

  • Pri

    Isso mesmo,algumas se fingem de amigas,saem junto coisa e tal,e na primeira oportunidade ,vai lá e come o namorado da gente,afff!!!!!!!!!!