RELACIONAMENTO 25 de setembro de 2015

Sexta das leitoras – Pau Camarada

homem-com-duas-mulheres-1024x768

“Tenho 35 anos, ruiva, magra, estou na segunda graduação, tenho facilidade em fazer amizades e me relacionar no trabalho, mas em se tratando de relacionamentos amorosos, estou sempre enrolada, querendo compromisso, mas ao mesmo tempo fugindo disso.

Estou há 9 anos solteira, morei junto com meu último namorado e depois disso nunca mais gostei verdadeiramente de alguém. Ao me separar dele, fiquei 1 e meio sem sexo até ficar com um amigo em comum nosso, que fiquei e foi de primeira, a “amizade colorida” durou 7 anos.

Cafa > Olha, se você é esse avião todo que anuncia, chama-me a atenção ter ficado 9 anos solteira sem gostar de ninguém. Tudo bem que o mercado está ruim, mas é impossível não encontrar alguém bacana por tanto tempo.

Eis que ano passado, sou apresentada ao aplicativo Badoo. Eu que me considerava a moderninha, racional e cheia de preconceitos com quem fica com cara comprometido.

Cafa > Ave-maria dos apps, o que você esta(va) fazendo no Badoo? Essa coisa é o risca-faca dos aplicativos. Entrei uma vez, pois meu amigo disse que era o app mais fácil pra comer mulher, sai em dois dias pela quantidade de spam, gays (fingindo ser mulher) e exus que encontrei por lá.

Entre as primeiras perguntas já descobri que ele tinha namorada (mais ou menos 1 ano de relacionamento), de momento já pensei em cair fora, mas estava numa fase que necessitava de uma “amizade colorida”, e nesse sentido ele seria o cara ideal. Ele tem 28 anos, um corpão de academia e adora sexo, como eu.

Cafa > Cara, “amizade colorida” diz muita coisa na primeira palavra, “amizade”. Normalmente surge de um carinho mútuo, de assuntos afins, pensamentos em comum, etc e termina na cama. No seu caso foi o inverso, deixou-se levar por um corpo/putaria para depois pensar em amizade, e de bônus o cara tem a delicadeza de dizer que é comprometido. Como um ser desse pode ser amigo? A não ser que você esteja no mesmo nível que ele. Você necessitava de sexo e viu no garotão a solução do seu problema fisiológico. Nesse caso, o cara nem “Pau amigo” seria, e sim um “Pau camarada”.

Acho que conversamos por umas 2 semanas até que fui a cidade dele (30 km daqui) encontrá-lo e fomos para o motel. Pensei em desistir no caminho, por medo mesmo de o cara ser um louco…mas, no caso, a louca era eu, enfim, paguei para ver.

Cafa > A diferença é que se você é a ~louca~ e tenta fazer algo contra a vontade dele, o cara te dá uma marretada. Agora se o cara é o ~louco~, pode obrigá-la a comer merda (isso já rolou). E sem papo cansado de machismo. Mulher é mais fraca fisicamente que o homem e por isso mais suscetível a riscos.

Não estou falando para pagar de santa e dar depois de 5 encontros, mas tenha um pouco de bom senso e marca o encontro em um bar. Óbvio que o cara pode fingir ser uma boa pessoa, mas já reduz bastante o risco.

Chegando ao motel eu não sabia o que fazer, ele também ficou constrangido, mas logo tomou as rédeas da situação. Ao final até pensei, foi bem “meia-boca”, acho que não vai mais acontecer, mas em seguida ele manda mensagem dizendo que gostou de me conhecer e que queria repetir.

Cafa > Provavelmente se vocês fivessem um warm up no bar, no motel a coisa sairia um pouco mais natural e melhor.

Uns 5 meses depois descubro pelo face que a namorada dele estava grávida, em seguida ele veio me contar, todo bobo que iria ser pai. Mas claro, continuaríamos com o caso. Para ele a desculpa para trair ficaria ainda melhor, já que ele dava a entender que a namorada não curtia muito sexo e algumas coisas que ele adorava (como dar uns tapas na cara, transar em lugares inusitados e um sexo oral caprichado)

Cafa > Que emoção. Você abriu um champanhe com ele pra celebrar? Chorou ao saber que agora que a mulher tem filho, ele vai ter mais tempo de te dar tapa na cara enquanto a mãe nina a criança? É bom comemorar pequenas conquistas.

Enfim, nesse 1 ano e meio de rolo, já tive a fase apaixonadinha, esperando ele mandar msg, cobrando isso dele…coisa que ele fazia quando bem entendia…sempre com a desculpa que ela estava marcando em cima e tal…

Meses atrás ele estava tão de saco cheio da vida dele, que até falou “se fosse em outros tempos, ia te convidar para morar comigo”. Não levei em consideração a observação, uma porque isso seria fora de cogitação pra mim, não tenho vocação para corna.

Cafa > Não, tem vocação pra amante de motel.

A corna está construindo algo (por mais incerta que a relação possa ficar), e você está a passeio na piroca. Se esse é teu objetivo, ok, mas pra se importar tanto com o cara, tenho dúvidas.

Só queria que ele fizesse o verdadeiro papel de um “amigo colorido”, que apesar de ser só sexo (eu também aceitei assim), que tivesse respeito, conversa, carinho. Esse seria o “pagamento” pelo que ele diz que eu faço e a mulher não. Tão difícil assim??

Cafa > Hahahaha. O respeito do teu “Pau Camarada” ficou lá no Badoo, a conversa e o carinho ele te dá no motel. Se você não está satisfeita com esse “pagamento”, vai ter que ser mais direta com o cara. Talvez ele melhore, mas romantismo com amante é botão soneca do alarme, aperta-se de vez em quando para ela parar de berrar.

Outro dia ele escreveu exatamente isso: “não entendo como você fica sozinha. É bonita, trabalha, tem sua vida, transa bem”. Coisa que me fez pensar: “é estou desperdiçando tempo com o cara errado”, mas mesmo assim, continuei nessa, me desvalorizando.

Quando deu 1 ano de rolo, resolvi colocar um ponto final, disse que não queria mais, ai o cara disse: “agora que você não quer, parece que estou mais louco”. Carência vai, falta de sexo vem e voltamos a nos encontrar. Depois da última vez (1 mês atrás), fiz como ele sempre faz, some por uns dias. Agora ele fica me enviando msg, quer saber o que aconteceu..

Cafa > Para. Se você está carente, come um chocolate, se busca sexo, baixe o Tinder ou o Happn e faça seu catálogo de PC´s. Está perdendo tempo com um traste.

Ah, e delete essa porcaria de Badoo.

Eu não gosto dele, a ponto de querer namorar e tal, aliás, o “acordo” nunca foi esse. Queria me livrar dessa situação, que me causa mais mal do que bem. Mas, na hora da carência acabo cedendo, aceitando as migalhas que ele tem para me oferecer.

Minha psicóloga diz que fico com ele porque pra mim é melhor um cara comprometido, pois não preciso me envolver (segundo ela, fujo de compromisso). E, afinal de contas, ele está sempre atrás, pra ele é cômodo ter a mulher e a amante, quando quer.

Se a finalidade é ter sexo, pelo menos isso deveria ser extraordinário, mas temos sempre o tempo contado, ele morre de medo da mulher. Mas diz que faço coisas que ele gosta e que ela nunca faria.

Cafa > Tua psicóloga deve ficar biruta. Tá difícil entender o que você quer da vida. Ok, não quer namoro. Apenas carinho, conversinhas fofas e mais tempo para trepar, certo? Ou seja, você quer o melhor de uma relação estável (atenção) e o melhor de uma relação casual (não compromisso). Vem aqui que vou te falar uma coisa no ouvido: isso não existe com homem comprometido… A atenção ele vai dedicar pra mulher (e agora pro filho), enquanto pra você sobra a cama.

Sempre que uma amiga me conta uma história parecida eu digo “aproveita o sexo e enquanto de fizer bem”. Ou seja, até não se apegar.. mas quando a história é com a gente….

Racionalmente sei que esse caso não me levará a lugar nenhum, e ainda por cima, morro de medo de a mulher descobrir e eu sair por vagabunda. Porque nesses casos, as próprias mulheres são machistas, o cara é o garanhão traindo, e a amante é a vagabunda. Mas quem é o comprometido na história???

Cafa > Isso é uma fantasia. Eu não acho nada de garanhão, esse cara é um tosco.

Sempre gosto de recorrer ao dicionário em casos de problemas com adjetivações. Vamos ver o que nos diz o dicionário sobre “Vagabunda”:

“Aquela que possui modo de vida considerado amoral, embora não viva da prostituição; Designação de um tipo de formigas que toma conta das casas em busca de açúcar”.

Bom, você não é uma formiga atrás de açúcar, tampouco vive de prostituição. Porém possui modo de vida considerado amoral. Logo, vagabunda é uma definição correta gramaticalmente. Não se ofenda.

Não justificando, me sinto mal nessa situação, mas se é que a versão dele é verdadeira, ela até merece uns chifres, pois, com 2 meses de gravidez não transou mais com ele…Mas, a idiota aqui sim, e vou dizer, apesar de tudo, gostei da experiência.

Cafa > Pronto, agora baixou a paladina da justiça. Quem é você para julgar que a garota merece tomar chifre por que não trepou grávida com o cara? Li certa vez que algumas mulheres grávidas perdem a vontade de transar.

Sei que mereço algo melhor, alguém que possa pelo menos passar uma noite comigo. E que metade da culpa é minha, por permitir desde o início que ele me trate assim.

Cafa > Putz, a situação tá preta pra ti. O merecer algo melhor é alguém que pelo menos possa passar uma noite contigo? Faz quantos dias que você vai à psicóloga mesmo?

Por vezes, me sinto uma idiota nessa situação, mas ao mesmo tempo, não consigo sair dela. Nesse meio tempo não apareceu ninguém bacana, ou pelo menos não percebi. Tipo aquela história: “enquanto não aparece o cara certo, me divirto com os errados””.

Cafa > Você deu a resposta em duas frases nessa última estrofe: “ou pelo menos não percebi” e “enquanto não aparece o certo, me divirto com os errados…”

Você não está se divertindo com oS erradoS e sim com O erradO. E ai começa o teu problema. Você pelo visto fechou os seus canais de contato pra ser a amante do cara. Assim como o amigo colorido anterior.

Se você só sai com ele, como pode conhecer outros? Não é saindo sempre com o errado que o certo vai cair no teu colo. É tentativa e erro. Saindo com vários, numa hora o certo aparece. Saindo com um (comprometido), numa hora a esposa aparece.

  • Michele

    Que história mais louca é essa?!? Duas coisas loucas que eu li hj. Essa história e a da mulher que mudou de cidade pra visitar o túmulo do Cristiano Araújo todos os dias. Tem que internar… Tipo, urgente!

    • Elen Tolentino Ogando

      chorei kkkkkkkkk

    • Débora Cardoso

      kkkkkkkkkkkk eu morri de ri com a historia daquela maluca fã do cristiano

  • Ana Paula Parice

    Cafa, amei sua posição e comentários sobre essa história, faz muito tempo que VC deixou de ser Cafa, essa moça é incoerente o tempo inteiro, se defrauda fingindo não querer o cara para ela, mas já está se sentindo mal por ser só um caso, nós mulheres somos emocionais, ee sempre queremos o máximo do outro, aceitar migalhas é a prova de que já está no fundo do poço, mas o pior comentário foi ela julgar que a outra mulher merecia “chifres” todos os caras contam essa mesma desculpa de que a mulher não transa, e as amantes são tão idiotas que acreditam nisso, ou fingem acreditar para se justificarem. Ela não tem vocação pra corna como disse, mas sonha em ser a corna. Mas presta só para meras “trepadinhas”

    • Mada

      uuuuuuiiiii profunda heim

  • Kamyla Previtera

    Gente sem comentários para essa história ai, fiquei com repulsa só de ler.

  • Kika

    Puts! Que falta de amor próprio é esse, dessa garota! PQP… com tanto homem solteiro, disponível vai querer se envolver justamente com esse???
    Será que ela realmente acreditou nessa “estória” que o cara fala da mulher: “02 meses de gravidez não transou mais com ele”… PELOAMORDEDEUS minha filha, e mesmo que isso fosse verdade o que você tem a ver com isso????
    Se o cara não respeita nem a namorada que vai ter um filho dele, vai respeitar você. Eu não sei nem que adjetivo eu te dou!!!
    Vá se tratar, mas aproveite e troque de psicóloga!

  • Dáphine

    Sugiro ela ter sessões de terapia com outro profissional e sair dessa cilada por que ele é caô.

  • Jéssica Maria

    Se acha tão linda e interessante, mas não tem auto confiança, tem medo de ter um relacionamento sério com alguém, se ilude, é indecisa e ainda julga sobre o que se passa na casa da “vizinha”. Gata não é assim, acima de tudo se valorize, descubra o que você quer de verdade pra sua vida. Você assumiu os prós e os contras para ter um caso com um cara casado e tem receio de ter um relacionamento sério sendo que no fundo está clamando por atenção e carinho poxa :/

  • Lu

    Nossa, Cafa, chamar a menina de vagabunda? E não me venha com argumentos falaciosos de que esse é o significado que está no dicionário. Será que você não entende o peso dessa palavra? Mesmo que esteja no dicionário, é uma “adjetivação” extremamente preconceituosa e degradante. Já parou para pensar por que o termo “vagabundo”, em referência aos homens, tem significado completamente diferente? Nossa, gente, a menina está claramente se sentindo mal, culpada, um lixo, uma escrota (e não se esqueçam, o grande escroto dessa história é esse cara aí), e ainda tem que receber esse tipo de “adjetivação”. Claro que ela está numa situação bizarra que só a está enfiando no buraco e tem mais é que sair fora (não há dúvidas nisso), mas custa ter um pouco de sensibilidade com a menina, também? Quando ela diz que a “grávida merece tomar chifres”, vocês não percebem que isso não passa de uma tentativa de ela justificar para si mesma que não tem tanta culpa assim na história toda? Ah, e outra, não acho que a psicóloga dela esteja de todo errada: isso se chama autossabotagem (e existe, sim).
    Enfim, não vou me alongar mais, mas te achei muito insensível, Cafa. Faltou tato nos comentários, na minha opinião. E taca pedra na Geni!

    • http://www.manualdocafajeste.com cafa

      Ué, onde está a falácia em trazer o significado da palavra? Falácia é fazer uma defesa da garota com critérios emotivos.
      Eu não sou sensível, vou direto ao ponto. Se a psicóloga tivesse fazendo efeito, essa garota não estaria se afundando nesse mar de lama.
      Sou direto e isso não é segredo no blog, mas concordo que assusta quem não está acostumada.

      • Lu

        Falácia está em tentar ressignificar uma palavra que todos sabem (inclusive você) que tem um valor pejorativo e ofensivo tremendo. Chamar alguém de vagabunda que, como você bem disse, está se afundando na lama, me parece que não vai ajudar em nada, muito pelo contrário. E sim, estou acostumada com o tom direto do blog, mas não consigo achar aceitável esse xingamento – porque sim, vagabunda é um xingamento, não um elogio. Para mim você foi grosseiro e não direto. E isso não é ser emotiva, é ter o mínimo de empatia com a moça que escreveu essa história que, claramente, está super perdida e se sentindo um lixo, e não precisa ser xingada de vagabunda.

        • Na

          “Logo, vagabunda é uma definição correta gramaticalmente. Não se ofenda.” Kkkkkkkkkk… Perfeito!

          Lu, se vc tivesse grávida do seu marido/namorado, e soubesse que tinha uma garota “ajudando” ele enquanto não quisesse sexo por causa da gravidez, tenho certeza que não iria se sensibilizar tanto! Ela está fazendo papel de vagabunda sim, e a mesma tem ciência disso!

          • Lu

            Olha, Ná, já fui traída e sei o quanto dói e tal. Nem por isso me voltei contra a moça que nem me conhecia e não me devia absolutamente nada. Acho que o grande fdp dessa história é esse cara, que tem um compromisso com a namorada e vai ser pai. Nesse relato, ficou muito claro para mim que essa moça está se sentindo muito mal com essa situação, porque mesmo sem querer admitir, se apaixonou. Ela não tá bem, gente. Dá pra perceber.
            E uma coisa que me deixa muito puta é que sempre a mulher é a vagabunda, já percebeu? O cara TRAI, mas ela é a vagabunda. Se ela traísse o namorado dela, ela seria a vagabunda. Nós sempre somos as vagabundas. Sempre! E não se iluda, porque por mais que você faça tudo “certo”, um dia você pode ser a vagabunda também.
            Enfim, já fui traída, tudo bem que não estava grávida, mas mesmo assim não saí por aí com ódio da mulher. Fiquei com ódio do meu namorado, isso sim. Consigo entender o lado dela, mesmo sem nunca ter sido amante. E continuo achando desnecessário e ofensivo xingá-la de vagabunda. Na minha opinião, esse foi o grande erro desse texto.
            Beijos!

          • Kika

            “E uma coisa que me deixa muito puta é que sempre a mulher é a vagabunda”…

            Lu, ela pode até não ser uma vagabunda, mas se comporta como uma. Essa é a grande verdade. O cara está errado? Claro que sim! Mas ela NÃO entrou nessa sendo enganada. Aliás, quem citou a palavra vagabunda, foi a garota e não o cafa. Ela sabe muito bem como funciona esse blog, quem escreve quer “escutar”. Quem sabe assim ela cai na real!

          • Indy

            Lu, TB tenho esse discurso de não culpabilizar a mulher e naturalizar a ação do homem, como se isso fosse instintivo ou normal. No entanto a moça da história julga a esposa do rapaz, como vc disse, nem mesmo a conhece. Ela sabe do mau caráter do rapaz e mesmo assim insiste numa situação totalmente falida, se isso n eh vagabundagem eh, no mínimo, falta de caráter e personalidade da parte dela. Dela sim, pq ela sabe de toda essa história e se submete a isso, como defender uma mulher que faz isso? N tem como, ele o sem vergonha sim, pq ele eh comprometido, porém ela eh responsável tanto quanto ele. Uma coisa eh sair do senso comum, outra coisa eh usar isso para justificar um erro. Bjs

          • Lu

            Então, Indy, eu já acho que é baixa autoestima dela. Ela julga a mulher do cara para justificar as atitudes dela, porque no fundo se sente culpada. Fica mais fácil dizer para ela mesma que a oficial não merece o amor do cara, para tentar se isentar de culpa. Ela sabe que está em uma relação falida, que o cara é um escroto, mas não tem amor-próprio para sair dessa situação. Ela sente que não “merece” ser amada, em razão de algum problema psicológico dela. Por isso acredito que ela se envolva em relacionamentos impossíveis por ter um medo inconsciente de se envolver. Como ela diz no início, “quer ter um compromisso, mas foge”. É uma incoerência dentro dela que acredito ser bem complexa. Juro que não consigo ver essa falta de caráter que estão dizendo. Para mim ela precisa fortalecer a autoestima, se valorizar, entender que ela não é obrigada a se submeter a esse tipo de situação.
            Não consigo ser tão maniqueísta a ponto de acha-lá uma demônia sem coração. Para ser bem sincera, achei o relato dela triste. Ela está atolada na merda. Não consegui ter tanta raiva. Senti compaixão. Sem demagogia, sem desmerecer o sofrimento da namorada grávida. Mas tb, como já disse, fui traída e não consegui sentir raiva da mulher, e imagino que talvez ela achasse que eu merecesse ser corna, sei lá. Enfim, acho que o buraco aí é mais embaixo. Mas essa é minha visão e ninguém precisa concordar. Só acho desnecessário esse “apedrejamento” público.
            Beijos!

          • Camila Coelho

            Depois desse debate até apaguei o meu comentário. Lu e ihdea, tb posso ser abraçada? <3

          • ihdea

            Antes era 1, agora já somos 3! Yayyyy… já podemos fazer um montinho!

            Camila, nunca deixe de comentar, eu sei que tem hora que dá preguiça, que as pessoas vão vir com pedras e nos acusar de um monte de mentiras… mas não podemos desistir, afinal só pensamos assim hoje por que alguém um dia enfrentou tudo isso e nos convenceu que estávamos do lado errado. Se a gente conseguir convencer só uma aqui a pensar melhor sobre tudo isso, já saímos vencedoras. É um trabalho de formiga!

            Avante, formiguinhas!!
            Abs e bjos, Camila.

          • ihdea

            Quanta maldade! Vocês não percebem que ela está nessa situação por ela não se achar merecedora de amor e carinho. Ela mesma disse que não consegue sair da situação e conhecer alguém melhor. No fundo, no fundo, ela não acha que pode ser amada e ter um relacionamento normal como qualquer outra pessoa. E o que vocês fazem? Pioram a situação chamando a menina de “vagabunda”, bradando ao vento que ela realmente não merece ser amada. E o que pode acontecer? Ela vai se envolver cada vez mais com caras piores, que podem até bater nela e ela vai continuar nessa situação. E as pessoas vão julgar: “gosta de apanhar, é mulher de malandro”. Quando, na verdade, a mulher se acha merecedora daquela situação, afinal, ela é uma “vagabunda”. Que coisa horrível e deplorável ver mulheres fazendo isso com as outras.

            Cafa: adiantou muito pouco sair da sua cidade, ganhar a vida em SP e ter saído para conhecer o mundo. Você continua pequeno. A sua altura é o menor dos seus problemas.

            Moça do texto: não acredite em nada disso que estão escrevendo sobre você. Só você sabe quem é realmente. Cada pessoa responde com que há dentro delas: essas pessoas têm ódio e elas só podem oferecer isso a você, em momento algum o sentimento delas define quem você é. Acredite ser merecedora, se ame, se respeite (se respeitar não é não fazer sexo casual, se respeitar de todas as formas… suas vontades, suas necessidades), se presenteie, busque sempre o melhor e o melhor virá. Quando estiver dando tudo errado na sua vida, recue, sempre. Busque outro caminho. Quando a sorte aparecer, várias coisas boas virão e você terá certeza que você está no caminho certo. Avance. E nunca duvide que você merece tudo aquilo e ainda mais. Seja feliz.

            Lu, me abraça!

          • Lorena

            Maldade? Maldade é o que ela faz e fala de alguém que ela nem conhece, no caso a namorada desse projeto de homem. Não entendo como vcs ainda conseguem defender uma pessoa assim. Simplesmente, não dá pra entender.
            Então, quer dizer que se eu tenho problemas de relacionamento, se eu me achar totalmente incapaz de ser merecedora de amor, eu tenho automaticamente permissão para sair por aí trepando com namorados e maridos alheios? Destruindo relacionamentos e famílias? E mesmo assim, quando a parte doce da situação passar e só me restar o amargo, ainda vou ser digna de compaixão alheia. Por isso que as coisas estão desse jeito. Sempre tem alguém pra defender e achar desculpas para o errado. A partir do momento que ela aceitou ir para cama, com alguém comprometido, ela já mostra o quão sem caráter ela é. Desculpa, mas aqui na minha terra o nome disso é vagabundagem sim.

          • ihdea

            Nós conseguimos defender sim porque acusar não ajuda em nada. O que vocês estão fazendo vai afundar ainda mais a menina e ela nunca deixará de fazer o que ela faz. O discurso aqui é contaminado de machismo, o machismo odeia as mulheres e o faz para deixá-las ainda mais fragilizadas e assim fazer o que quiser com elas. Imagina empoderar uma mulher e fazê-la acreditar que ela merece o melhor e ela deve ir atrás disso? Homem nenhum engana mais. Agora, imagina fazer isso com todas as mulheres. Você não concorda que os homens terão que mudar a abordagem, evoluir e respeitar as mulheres assim como fazem com outros homens? Não seria um mundo melhor para todas nós?

            Talvez o seu ódio, sentimento tão comum hoje nesse país, não esteja deixando você interpretar um texto. Em momento algum foi dito para ela continuar a fazer isso. Foi dito: “Quando estiver dando tudo errado na sua vida, recue, sempre. Busque outro caminho.” E se ela está pedindo ajuda é pelo fato de estar dando errado. Eu sei que nada do que eu disser aqui irá fazer você mudar de opinião. Mas talvez acenda uma luzinha e te faça ter um pouquinho de compaixão pelo próximo. Abs.

          • Lorena

            O fato é que o que você escreveu acima é muito bonito e promissor, mas acredito que só deva funcionar com pessoas de caráter e isso ficou explícito no texto que ela não tem. E acredite, tenho muita compaixão pelo o próximo, mas quando acho que ele é digno dela. Enfim, como você disse, nada mudará minha opinião. Quanto a sua eu respeito, mas não concordo. Abs.

          • indy

            Ta o termo vagabunda pegou pesado sim! Porém é como eu disse, nos mulheres devemos nos unir e ganhar o respeito, ela com esse discurso que a mulher do cara merece ser corna, so reforça o senso comum de que o homem pode tudo, ou seja, quem não a respeita aqui? Ela mesma, e ainda, ofende todas nós mulheres. Por isso que eu digo, sair do senso comum não é usa-lo para justificar o que essa moça faz, pra mim é falta de carater, amor proprio, responsabilidade, e claro muitos problemas psicologicos que vão alem do que a gente pode identificar no texto dela… E ela no texto quer ser respeita, o ponto principal disso tudo é esse. Ela devia ao menos nos questionar sobre uma forma de ser forte e sair dessa situação!! bjs

          • ihdea

            Indy, ela também é vítima do machismo como todas as outras aqui. Quantas aqui já não tentaram justificar as traições de um namorado ou grosserias com “ah ele tá cansado”, “eu sou enjoada mesmo”, “ele tem razão”, “a mulher dele não comparece”. Jogar pedras não vai fazer com que ela se respeite, concorda? A única maneira de ajudar uma pessoa nessa situação e lembrá-la de que, por mais que ela acredite que ela não merece ser amada, ela merece sim e deve ser amada por alguém em igualdade de condições. Gente, o nosso cérebro é poderosíssimo e ele acata cada crença que nós temos de nós mesmas.

            Ela não nos ofende pelo fato de ser má, mas por fazer parte de uma sociedade machista que a ensinou que as mulheres são inimigas. você mesmo sabe que é falta de amor próprio, então quando uma pessoa não tem amor por ela mesma você joga pedras? Eu não vejo muita lógica nisso. “Estou com fome, então vou malhar”.

            Ela escreveu o texto para pedir ajuda, só que o Cafa e nem as mulheres aqui estão conseguindo ajudar, entende? Não é defesa de traição. Mas jogar pedras vai afundá-la ainda mais nessa situação. E o que nós queremos não é que ela pare de fazer o que faz? Todas queremos. Mas vocês jogam pedras, na tentativa de que ela se levante. Eu estou tentando dar a mão para que ela se levante.Só isso. Bjs.

          • Lu

            Putz, Indy, acho que pelo simple fato de ela ter escrito a história dela, já demonstra que ela se sente mal. Acho que foi uma maneira de buscar um aconselhamento (mesmo este sendo óbvio: cai fora), ser forte e sair dessa situação, como vc disse, mas o que ela ouviu: vagabundaaaaa, destruidora de lares, tem mais que se fuder mesmo… Também acho que as mulheres devem se unir, mas xingando a coleguinha de vagabunda isso não vai acontecer nunca, concorda? Não é para apoiar a atitude dela (que é claro que está sendo maléfica), e sim para tentar entender e dar um conselho que preste, não ficar xingando e afundando mais menina na lama. Fico imaginando ela lendo isso aqui… Acho cruel. Beijos!

          • Elen Tolentino Ogando

            Poxa, entendo seu ponto de vista, porem, descordo de vc.
            Obviamente que o cara é um FDP, não com a leitora, pq ela sempre soube onde estava se metendo, mas sim com a esposa (pq essa, aparentemente, é a única inocente dessa confusão toda), mas o fato de um ser FDP não anula a “filaputagem” do outro.

            O post foi acido, foi sim, mas tbm foi o que a leitora precisava ouvir, as vezes criticas acidas e sinceras são mais eficazes que afagos e palavras não comprometedoras. Foi direto e duro, sobre tudo em relação a ela, mas tinha que ser msm afinal foi ela quem pediu um conselho acerca de uma analise comportamental a base de suas condutas, motivo pelo qual, não haveria porque focar e criticar o mal comportamento, ou caráter, do cara, quando ela tbm se comporta exacerbadamente mal.

            Sim no texto, foi dito que a conduta dela convergia com a conduta de vagabunda, o que não deixa de ser verdade, pois independente das razões e emoções que a levaram a essa circunstancias as ações delas não da margem para que se interprete de outra maneira (assim como quem rouba não deixar de ser ladrão em função da razão e emoção que o fizera praticar o referido ato). veja bem, não estou dizendo que a moça seja de fato uma vagabunda (em tudo na vida dela), não compete a mim nem a ninguém julga-la, mas neste caso isolado ela deve refletir que mesmo sem querer ela sempre se comportou como tal, alias, não só com a mulher do cara, mas com ela msma.

            Ela pode até estar triste, mas como bem diz minha avó :” tem gente que sofre pq não tem jeito e tem gente que sofre porque quer”.

          • Lu

            Pois então, Ellen, alguém que rouba cometeu um crime, por isso é um ladrão. Se estuprar alguém, será um estuprador, porque, de novo, cometeu um crime. Esse é um julgamento de cunho objetivo, não de cunho moral. É uma comparação que, a princípio, parece fazer sentido, mas que parte de premissas completente diferentes.
            Ao chamar uma mulher de vagabunda, você, além de estar fazendo um julgamento moral em relação a ela (como se a moral fosse estática), está fazendo um julgamento em relação às demais mulheres. Esse tipo de denominação não existe em relação aos homens, percebe? Não existe um adjetivo masculino com a mesma significação. Vagabundo e vadio, por exemplo, têm sentidos completamente diferentes. Por que será? Já se perguntou isso? Por que o julgamento moral sempre recai na mulher? Tenho certeza que se fosse um homem no lugar dessa leitora, ele não seria criticado dessa forma. O Cafa não foi chamado de mau-caráter quando traiu, por exemplo.
            A meu ver, quando se xinga uma mulher de vagabunda, vadia, puta, biscate, ou qualquer equivalente, está se passando a mensagem, implicitamente talvez, de que julgar moralmente um mulher, em razão de comportamentos que seriam aceitáveis na sociedade se fossem peaticados por homem, é permitido. A mulher é colocada, mais uma vez, em posição de inferioridade. Ela não pode fazer as mesmas coisas que um homem porque ela é “pior” que ele.
            Por isso esse xingamento me incomodou tanto, e por muitos outros motivos. Se algum dia você se interessar em estudar gênero, e entende-lo como classe assim como eu, quem sabe tudo fica mais claro 😉
            Bom, preciso ir agora. Bom fds! Beijos

          • Elen Tolentino Ogando

            ” Se algum dia você se interessar em estudar gênero, e entende-lo como classe assim como eu, quem sabe tudo fica mais claro ;)” resposta clássica de pessoas pseudo-superior que tem graves inclinações a ser intolerantes a opiniões diversas da suas. O que te faz crê, por exemplo, que o seu conhecimento seja superior ao meu.

            Mas já que tocou-se no assunto de conhecimento, vc deveria saber que o protecionismo exacerbado ao invés de proteger segrega; e que essa separação de gêneros, divididos em classe como vc prefere que seja, que, alias, é uma classificação que vem sendo feita e difundida ao logo dos seculos. tem apenas o condão de separar ainda mais as pessoas (seja elas mulheres ou homens). Mais isso, é claro, é só minha concepção, pra mim, feminismo destoa totalmente do “radicalismo”, e ele, como eu disse deve ser sempre pautado no principio constitucional da equidade ( não sei se vc sabe, mas equidade é um substantivo feminino com origem no latim aequitas, que significa igualdade, simetria,retidão, imparcialidade. cuja sua finalidade é reconhecer o direito e dever de cada um, usando a equivalência para se tornarem iguais. A equidade adapta a regra para um determinado caso específico, a fim de deixá-la mais justa), deste modo, para mim, para um discurso feminista ser considerado como valido ele tem que ser pautado na
            igualdade de gênero em que todos os seres humanos, tanto mulheres como homens, são livres para desenvolver as suas capacidades pessoais e fazer escolhas sem as limitações impostas por estereótipos. Igualdade de gênero não significa que as mulheres e homens têm de ser idênticos, mas que os seus direitos, responsabilidades e oportunidades não dependem do fato de terem nascido com o sexo feminino ou masculino.
            Assim, a equidade entre gêneros significa que homens e mulheres são tratados de forma justa, de acordo com as respectivas necessidades.

            E para mim, volto a dizer, o feminismo que tende a colocar a mulher como vitima em qualquer situação não é feminismo, é radicalismo. e como se sabe radicalismo não se discute.

          • Lu

            Nossa, Ellen, calma… Falei com vc numa boa e achei que vc realmente estava interessada no tema. Em nenhum momento disse que meu conhecimento é superior, mas como estudo isso, talvez eu tenha tido acesso a fontes de informação diferentes da sua. Talvez minha opinião seja diferente em razão de leituras que fiz. Assim como vc estuda (ou estudou) Direito, vc vai ter mais informações sobre ação de despejo do que um estudante de História. E como no Direito, estudo de gênero tem conceitos que, infelizmente, só vai saber quem estudou. Ou vc acha que todo mundo sabe qual é o conceito de fato típico, antijuridicidae e culpabilidade? O bom é que para estudar gênero não precisa fazer uma graduação, é mais acessível. Mas, se vc prefere me atacar pessoalmente… Acho que quem não tem tolerância com opiniões diversas aqui é vc.

          • Elen Tolentino Ogando

            E eu estou, caso contrario não teria dito nada, ignorar é sempre tão mais fácil.

            Assim como vc, tbm falei na boa moça, no entanto fiz questão de salientar uma frese, que sim, foi dita por vc, frase que, alias, considerei extremamente presunçosa, me perdoe (sem ofensa) mas é o tipo de discurso de gente que só porque acredita estar em um patamar “superior” se põe em um pedestal e olha de sima para baixo para pessoas que supostamente não tenha tido o mesmo grau de instrução (talvez não tenha sido intencional, mas o fez).

            O engraçado é que em nenhum momento eu mencionei o curso que fiz ou faço, se vc disse Direito, ou foi por dedução ou pq foi pesquisar no facebook, ja que no perfil da qui não posto esse tipo de informação, como tbm, não tenho o habito de ficar postando coisas jurídicas. De qualquer forma, acredito que o curso que eu escolhi pra atuar profissionalmente não me define como pessoa, deste modo, não o uso como bandeira. Posso sim saber fazer uma ação de despejo, como vc mesma disse, ou saber a teoria da tipicidade conglobante de có, mas isso não quer dizer que eu só me interesse por isso, veja só, eu posso me interessar, por exemplo, por filosofia, sociologia, astronomia e cultura pop. E quer saber, isso é ótimo, que bom que eu não sou só uma jurista e que bom que vc não precisa ser só uma historiadora, uma das melhores coisas que a internet nos proporcionou foi isso, conhecimento a distancia de um click.

            De qualquer modo, peço desculpa se vc se sentiu ofendida, não era a minha intenção, mas olha ao contrário do que vc falou eu não sou intolerante não, alias, estou sempre disposta a aprender, mas devo te adiantar, para ser convencida de algo preciso de argumentos, no minimo, plausíveis. sabe, depois de um tempo senso comum e repetições massificadas deixam de atrair. Então peço que se vc tiver indicações de artigos acerca do tema me indique, quero aprender mais com vc ^^.

            boa noite e desculpa mais uma vez :)

            ATT: Elen

          • Lu

            Não foi minha intenção, de verdade. Sei que você fez Direito porque também fiz e atuo na área (e deu para notar quando você mencionou princípio da equidade). E quando disse que você pode saber o conceito de crime e pessoas de outra área não, por exemplo, foi para demonstrar que cada área do conhecimento tem seus conceitos, e eu falar para você “se algum dia você se interessar em estudar gênero” é porque obviamente sei que que você pode se interessar por diversas áreas de conhecimento, assim como eu. Foi nesse sentido mesmo.

            Existem dois livros bem clássicos, meio leitura obrigatória, que poderia te indicar, caso você não tenha lido: O segundo sexo, Simone de Beauvoir (2 volumes); e O mito da beleza, Naomi Wolf. Ambos estão disponíveis para download gratuitamente. Enfim, acho que esse não é o espaço adequado para divulgar esse tipo de literatura (daqui a pouco me matam e o Cafa me bloqueia no blog), mas ok hahaha.

            Beijos e boa noite!

          • Elen Tolentino Ogando

            Certo, ainda bem que o mau entendido foi esclarecido ne :)
            Obrigada pelas indicações, acho até que já li um desses títulos, msm ainda sim vou procura-los e assim que tiver tempo lerei ambos .

      • Van Ttaveira

        Elas que tocou no pto. No fundo ela saaaabe…

    • Débora Cardoso

      Essa garota é vagabunda sim por estar saindo com um homem casado o cafa só falou a vdd, se ela quer um relacionamento casual-serio então procure um homem solteiro que esteja na fase de pegação. Dizer que a mulher do cara merece chifres por não estar transando com ele há 2 meses é o mesmo que um estuprador dizer que atacou uma mulher pq ela estava de roupa curta

    • Marcela

      concordo totalmente.. Acho engraçado quando mulher comenta aqui que ela é vagabunda e tals… Parece tudo um monte de mulher que morre de medo de perder o “homem delas” pra outras..Que essas outras foram lá e obrigaram o coitado a ficar com ela.. Ou que eles só traem pq existe mulher que topa.. Como se traição estivesse ligado a disponibilidade da mulher e não no caráter da pessoa que tem o relacionamento (no caso da historia o homem).. Acho que ela precisa de ajuda, e está em uma relação que está afundando ela.. Quando ela fala que não quer relacionamento ou que a mulher merece ser chifrada, são argumentos para mascarar a realidade que ela esta vivendo.. Pelo o pouco que ela contou, deu pra perceber que ela é uma mulher que fica muito tempo com a mesma pessoa, gosta de relacionamento estável..Enfim já fui traída, e nunca vou culpar a mulher que eu nem conhecia, quando a unica pessoa que me devia respeito era meu parceiro…

      • Di

        Então, você disse bem. Ninguém obriga ninguém. Nem a mulher obriga o cara a trair, e nem o cara amarra a mulher e a força a virar a outra. São duas pessoas adultas totalmente conscientes do que estão fazendo. Os dois tem culpa no cartório.
        E sim, eles traem por falta de caráter e porque encontram mulheres com caráter tão torto quanto, que topa.

    • Di

      Quem se sente mal com uma situação, para de fazê-la. E agora a responsabilidade da vida lixo é de quem fala a verdade? Acha mesmo que o fato de dizer que o que ela está fazendo é vagabundagem vai afundar ela ainda mais nisso? Ah, por favor! Quem dá a cara a tapa, tem que estar pronta pra ouvir. Quem sabe ela cai em si e repensa as merdas que está fazendo.E outra, ela não está pedindo ajuda. Ela está pedindo aprovação. Ela já faz terapia e todo ser humano com bom senso sabe o que é certo ou errado, por mais difícil que seja tomar uma atitude. Agora ficar aí passando a mão na cabeça vai fazer ela se vitimizar mais ainda, como se não tivesse responsabilidade algum de ter se metido isso. No fundo no fundo, o que ela quer é o cara.
      Agora quero ver se quem defende vai chamar a “outra” de amiga quando descobrir que o namorado tá ciscando em outro galinheiro.

      • Lu

        Acho que ela sabe o que é certo ou errado, mas não consegue tomar a atitude. E se vc ler com atenção, vai perceber que em momento algum falei para ela continuar a fazer o que está fazendo. Agora, se para você, falar a verdade é sinônimo de ser babaca, jamais vamos nos emtender. E como falei abaixo, já descobri que meu namorado ciscou em outro “galinheiro” e eu não agi dessa forma. Só espero que quando te xingarem de vagabunda, puta, vadia (porque vc se engana muito se pensa que está imune), vc não se ofenda e leve numa boa. Porque pode ser que alguém diga que está apenas falando “verdades”.

        • Di

          Já estive nessa situação, mas diferente dela, que diz que não gosta do cara pra ficar com ele, eu estava perdidamente apaixonada. E ao invés de arrumar justificativas e perder mais de um ano da minha preciosa vida numa situação assim degradante, eu entendi (e aqui também teve terapia envolvida) o quão errado e destrutivo era, para minha vida e de outras pessoas, o que eu estava fazendo e parei a tempo. E ainda assim, foi exatamente dessa forma que me senti: uma vagabunda. E se alguém tivesse me chamado assim, não teria nenhuma moral para me sentir ofendida. Por isso acho também que ou a terapeuta não é boa ou ela se sabota/mente na terapia. Só isso explica a pessoa não encontrar forças dentro de si para não dar uma basta.

          • ihdea

            Di, as pessoas são diferentes. Você não é uma vagabunda e nem nunca foi, e não deveria ter te rotulado dessa forma em momento algum. Todo mundo erra e pode consertar o erro sem se estigmatizar como sendo ou não uma vagabunda. Que bom que conseguiu sair da situação. Mas lembre-se: as pessoas são diferentes e têm motivações diferentes para agir. Abs

          • Di

            Tudo bem. Talvez eu precise ser menos implacável. Gosto do seu jeito paciente de falar. :)
            Um abraço pra vc!

          • Lu

            Acho ótimo vc ter conseguido sair de uma relação abusiva. Também ja deixei um cara pelo qual era perdidamente apaixonada (foi o cara que mais gostei na vida), mas que só me fazia mal, e sei bem como é. Mas você deve saber que cada um tem seu tempo. Essa menina precisa encontrar as forças dela, e talvez isso demore mais para ela do que demorou para você. Para mim, demorou 5 anos. Eu realmente não entendo a necessidade de xingar uma pessoa dessa maneira. Acho um ódio que só prejudica cada vez mais nós mulheres. É um apontar de dedos muito sexista, entende? São dois pesos e duas medidas. Não me lembro dessa avalanche de xingamentos quando o Cafa falou que traiu a namorada… Ele é mau-caráter, por acaso? Porque infelizmente não existe um xingamento semelhante à vagabunda para se referir a homens, senão usaria. Mas voltando, não acho que ele seja mau-caráter. Acho que as coisas acontecem, as pessoas fazem merda, e a vida não é preto no branco. Para mim, vocês estão sendo muito maniqueístas. Elegeram a moça como a grande vilã da história. Acontece que a vida não é novela.

          • Di

            Tudo bem. Entendo o que vocês estão dizendo. Já estive dos dois lados na verdade e o lado que me doeu mais sempre prevalece. Na verdade, não tem ninguém feliz nessa história aí. Nem esse cara que se acha o pegador.

        • ihdea

          Exato Lu, e para ser rotulada de puta, vagabunda ou biscate é tão simples, uma saia acima do joelho já é motivo ou um batom vermelho. Às vezes fico pensando, será que compensa ficar discutindo esses assuntos? Mas penso também que é uma luta e se eu sou mulher mulher então é a minha luta, claro, desde que haja respeito. É isso, seguimos em frente :)

          • Lu

            Hahahaha, também não sei se vale a pena. Mas se pelo menos as meninas pararem para pensar um pouco, já fico feliz. Talvez há alguns anos eu reagiria da mesma maneira, mas hoje enxergo o mundo de forma muito diferente e, para mim, isso foi libertador. Eu passei a me valorizar muito mais entendendo que, no fundo, todas as mulheres sofrem de alguma forma, e que tacar pedra não vai me fazer superior. Seguimos em frente, querida <3

    • Lizzah Simpson

      To achando que vc é a menina.

  • Paloma Brito

    Ela falou que era um avião? Só li: ruiva e magra. Gostei quando você falou que ele não é o garanhão, mas o tosco. E que menina complicada, achar que a outra merece ser traída. Acorda, mulher! Se ela merece ser traída, você merece o quê?

    • Iohanna Karen Alves

      Merece no máximo migalhas mesmo. Sem juízo.

    • http://www.manualdocafajeste.com cafa

      Não são apenas critérios físicos que tornam alguém atraente. Ela possui duas graduações.

    • Débora Cardoso

      ela merece levar uns bons tapas da mulher do cara quando ela descobrir

  • Lorena

    Mulher que aceita ser amante, precisa urgentemente ser estudada e logo depois extinta. Adorei os seus comentários Cafa, acho até que vc foi fofo demais. ;*

  • Marina

    Ela está saindo a mais de um ano com um cara casado e que tem filhos,sem peso na consciência e ainda acha q é normal por ela ser solteira e ele o “fodido” da história. .. pra mim isso não é uma definição de Madre Tereza de Calcutá. .. pelamor de Deus só eu que percebi q tudo isso q ela falou nao passa de mimimi.. e que a real vontade da vida dela era que o cara chegasse e falasse q largaria esposa .. filho e etc por causa dela!! :/ #mimimifeelings ( nao estou defendendo ele, pra mim é um tremendo fdp) mas melhore querida.. tá indo na psicolga praaaaaa queeeeeeee…

  • Iohanna Karen Alves

    Bestificada com essa história.
    Nada de machismo, cafa, mas essa garota é totalmente incoerente. É “vadia” por que quer, e não tem o direito de fazer cobrança nem justificar toda essa burrice se fazendo de meio vítima.
    ê ê

  • Jack Souto

    Que história triste dessa moça! Histórias como esta me fazem refleti que o verdadeiro mal-do-século, como diz a Times, é a solidão, a nova pandemia dos terráqueos. Moça sua falta de noção está atingindo níveis estratosféricos, a ponto de você não apenas justificar como também validar a traição alheia. Percebo cada vez mais as pessoas se lançando nas águas rasas das relações sem compromisso e batendo a cabeça sonhadora no fundo duro da falta de valor próprio flertando (também acho essa palava cafona, mas não achei uma mais adequada) traiçoeiramente com a infelicidade travestida de prazer. Moça essa experiência maluca que você faz com suas emoções atende pelo nome técnico de pegação. Pegação e atenção, consideração, até rimam mas não combinam na mesma frase, não são excludentes entre si, mas não vão acontecer necessariamente, e o ideal seria não criar expectativas em relação a isso. Com certeza você pode muito mais do que parcos momentos com um homem alheio, e lembre-se de que você nunca sairá ilesa de uma vida emocional descartável. Sua vida pode ser muito interessante se você acreditar que pode mais. Dê um chute nesse cara, aproveite o embalo e se livre dessa psicóloga, que a meu ver, é um ser vazio que se encontra com outro ser vazio para se esvaziarem juntos. Fortifique-se, dê valor a pessoa que você é e significado para sua vida! Boa sorte!

    • Vivi

      Excelente.

  • Nina

    Sei la hein, eu acho que está explicado porque ela está sozinha até agora

  • Klaus Clauver Soares

    Olha nao e sempre que comento aqui mas vamos la. A leitora diz fazer sua segunda graduação, então imagino que exista uma possibilidade estatistica de ela ler livros. Leia sobre o Amor liquido, pois no meio de tantos querer. E ao mesmo tempo nunca aceitar uma conta (responsabilidade) de uma relação voce e o estereótipo deste conceito.
    Adjetivação é algo ruim mas puta que pariu. Querendo ou nao por mais que seja o homem que possui a relacao com outra a esposa e filho na historia a ruiva possui responsabilidade por sua ação de saber e fazer. Mas isso ja nao vem ao caso neh. Porque cobrar responsabilidade de ação do ser humano?
    E concordo quer ter PA nunca tenha somente um. Pq um dia vc vai cobrar e pode se envolver. Até este tosco esta conseguindo 8ndo envolver ela.

  • Gabriela P

    Impressionante como os homens contam sempre a mesma história. Conheço pessoas passando pela mesma situação e o desfecho nunca é o homem deixando a família pra ficar com a amante. Anos luz se passaram, a história é sempre a mesma, e as mulheres não aprendem. Troca de psicóloga, colega. Você tá num buraco sem fundo e ela tá ajudando a jogar mais areia em cima.

  • Devoncka Paula

    Depois de ler essa matéria fui correndo deletar minha conta no Badoo rsrs

  • http://www.manualdocafajeste.com cafa

    :*

  • Elen Tolentino Ogando

    Agora quando meus amigos me falarem que ta dificil achar alguma menina legal, pq só tem maluca, eu vou acreditar, que doideira. Eu nem sou de ficar julgando as pessoas, mas olha, essa ta dificil. A menina se comporta feito um lixo e espera ser tratada como princesa.

    Cafa se fosse eu que tivesse que responder esse email, acho que responderia exatamente igual a vc.

  • Indy

    Não sei nem o q comentar. Li cada comentário, um por um, e vi que n estou sozinha, ainda tenho fé na humanidade, por mais liberal q eu possa ser, n consigo achar normal uma pessoa se contentar com tão pouco, lamentável. Amiga, cresça, seu destino eh ficar sozinha com essa atitude que vc está tomando. Repense o que vc quer pra sua vida. Faça o seguinte, pegue um livro de auto ajuda para mulheres, n precisa de muito, o primeiro que ver pela frente, e faça exatamente o que manda lá no próximo ano!! Urgente!!

    • ihdea

      Indy, pensando dessa maneira e jogando pedras você nunca vai estar sozinha em uma sociedade machista em que as mulheres se acusam o tempo todo. Aliás, vai sim: quando você cometer algum deslize e todos apontarão o dedo pra você dizendo coisas que nem imaginava que existia. Se você não consegue achar normal, estão você está certa. Não é normal mesmo.
      Desculpe-me, mas você não é tão liberal quanto pensa, só um pouquinho mais evoluída que uma tia que acha que mulher tem que calar a boca para o marido. E é por isso que eu ainda estou tentando conversar com você, pois vejo que há um mínimo de bom senso, coisa que não vejo nas outras postagens. Mas juro que parei por aqui. :)

      • Indy

        Ihdea, acho que vc interpretou mto mal meu comentário, em momento algum eu juguei a moça por ser amante mas sim, contentar-se com a situação e ainda querer mais. Eh bem diferente uma mulher bem resolvida envolver-se com um homem casado e não depender disso para ser feliz, não eh o caso da moça! A parte do livro de auto ajuda foi total ironia (apesar que eu gosto mto) ela precisa de ajuda, psicológica! Sempre penso que a pessoa só consegue ser feliz qdo se gosta, se respeita e eh feliz consigo msm. Eh mto complicado dar conselho por comentários, e penso q a maioria n são (e nem devem ser), levados em consideração… então me reservo a ser curta, grossa, irônica e engraçada em TDs eles… Foi só isso :).. Mas tomarei mais cuidado!

  • ja estou com saudade

    Cara, sensacional!
    Hoje vc realmente foi incrível!
    Me admiro como algumas mulheres se colocam em determinadas situações… Essa relação é destrutiva pra ela… E nem ela mesmo sabe o que esperar disso!
    Acho melhor trocar de psicologa, pq não ta adiantando não…

    • Érika

      Troque por uma psicologa que tem conhecimento em Constelação Familiar, para tratar a raiz dessa vida disfuncional que você leva!

  • mariana cobra

    Incrível a utilização de várias formas para desqualificar a mulher do cara para validar a imoralidade.
    O cara é um ridículo, tosco, que merece perder as bolas. Ninguém é obrigado a estar num relacionamento com ninguém…nem por filhos e nem por comodismo.
    Agora, instalar o Badoo, descobrir que o cara está num relacionamento sério e MESMO ASSIM decidir se arriscar e ir direto pro motel com o cara só ratifica a ideia que essa moça não é super model que pintou no início… #ciladaBino

  • Raissa Forte

    Melhor história e comentários do Cafa até agora após o retorno.

  • Débora Cardoso

    Será essa mulher leu oq escreveu? Ele está saindo com um homem casado que a mulher está grávida e ainda não quer ser chamada de vagabunda? Todo homem casado diz pra amante que a mulher é uma frigida, que não gosta de sexo, que só a amante sabe fazer oq ele gosta, que só está esperando o filho nascer pra se separar blá blá blá, como o cafa disse o cara não respeita nem a mulher que está esperando um filho dele acha que vai respeitar vc? Que falta de amor próprio, largue esse sujeito antes que a mulher dele descubra e te de uns bons tapas na cara já que vc gosta

    • Di

      E piro né. Alega falta de sexo, mas a mulher está grávida hahaha. Chega a ser irônico.Vai ver que ele falou que foi na primeira vez.

  • joyce messa

    caraaaaaaaalho, as frases “romantismo com amante é botão soneca do alarme, aperta-se de vez em quando para ela parar de berrar” e “Saindo com vários, numa hora o certo aparece. Saindo com um (comprometido), numa hora a esposa aparece” entraram pra sempre na minha lista de conselhos. Manual, meu vício! como estou feliz em tê-lo de volta.

  • Cristina

    E alem de todo esse conflito do cara ser comprometido e com filho, pelo relato, ela que tem que se deslocar 30km pra vê lo. A relação deles deve ter sido do motel a whatsapp e ligações. Tb sugiro trocar de psicologa. Isso nem é carência e sim falta de amor próprio.

  • Hilda Ferreira

    Mesmo sendo amante, no fundo sempre há esperança de ter o cara só para nós! Doce ilusão…

  • Marcela

    Pior que ver uma moça de afundando em uma relação destrutiva é ler os comentários..Acho que todas as mulheres aqui são exemplos.. Nunca tiveram uma atitude de imoralidade… Acho que qualquer um que não leia a historia com os olhos “uma vagabunda que quer roubar o homem alheio” percebe que a mulher se apaixonou e está envolvida com um cara extremamente sem caráter… Ela argumenta que não quer relacionamento sério, o que é uma mentira.. Claramente ela não acha ninguém mais interessante pq sempre esta apaixonada pelos “amigos coloridos”… Ela precisa de ajuda, ninguém aceita pouco quando se ama.. E não um bando de mulheres chamando ela de vagabunda..

    • Kika

      Só sei de uma coisa: ela não entrou nessa de inocente e sabia exatamente o que estava fazendo e mesmo assim continua nessa. A decisão de mudar está com ela. A vida que ela tem levado é absolutamente mérito dela.

  • Rafa F

    Eu ainda não sei se ela tem 35 anos ou 22….

    • Van Ttaveira

      To achando que tem 15…

  • Leo Lay

    Não estou defendendo a tosca n, gente, mas, já ouvi de alguns amigos próximos, que gostam demais das respectivas esposas, q o sexo poderia ser melhor, que a mulher depois q teve filho perdeu a sensualidade e q as trepadas são bem meia-boca… acho q trair diz mais do caráter da pessoa, mas, excessões existem, eu acredito que o cara possivelmente n esteja satisfeito entre quatro paredes com a namorada, apesar do sentimento q nutre por ela. Pelo fato de n se satisfazer como gostaria, procura fora o q n encontra com a parceira… quantas mulheres vocês conhecem q n curte anal/oral? Quantos homens tem tara por um dos dois ou ambos? É simples pelo menos p mim. N acho certo, q fique claro, mas, compreendo.

  • Flávia M. Costa

    Essa é uma verdadeira cuzona indecisa….. Me irrita esse tipo de mulher que adora bater no peito dizendo que só está pelo sexo sem compromisso com o cara e depois fica choramingando quando o cara dá o que ela diz que quer… apenas SEXO.

    Mulheres acordem, se vocês não tem culhões para ficar com alguém sem fazer mimimi porquê o cara não quer ficar agarradinho com você vendo Netflix no sofá aos sábados a noite, por favor nem tentem se envolver e querer parecer que aguentam algo casual.

  • Nanana

    Ai, o Cafa dessa vez foi destruidor. rsrsrs
    Nesse caso, vagabunda é uma definição tão correta gramaticalmente que achei merecidíssimo.

  • Di

    Falando no geral, adoro a descrição que todas as garotas fazem de si mesmas nessas histórias. Todas tem o kit mágico para a felicidade nos relacionamentos: “sou bonita, estudada, pago minhas contas…porque sou tão mal amada e ninguém me quer?”, como se essas coisas fossem o único critério para um relacionamento funcionar. Ou é só uma tentativa de ter o selo Cafa de Qualidade, já que ele parece beemm exigente, diga-se de passagem.

    Amor e senso de valor próprio também ajudam muito a conquistar as pessoas. Depois saí por aí fazendo um monte de merda porque não sabe respeitar a si mesma e fica arrumando um monte de desculpas esfarrapadas pra justificar as atitudes lixo que tem. E né, vamos ser mais espertas? Se o cara é um canalha com a mãe do filho, certamente não será um príncipe encantado com você. Realmente não entendo o que se passa na cabeça. E ah, são poucas as meninas que conseguem ter um PA, PC, sexo casual ou seja lá o que for sem querer ter um envolvimento depois. A maior prova é que todas as histórias começam com ~um caso só por sexo pra curtir porque não tô nem aí com nada nem ninguém~ e termina com a menina em parafuso querendo atenção, satisfação da vida do cara, enciumada com outras peguetes, querendo entender porque ele sumiu…tudo porque no fundo o que ela quer é um relacionamento, ser amada (por mais que digam o contrário). E não há vergonha ou fraqueza alguma nisso. Faz parte da natureza humana querer se sentir amado, apreciado, desejado. O que não pode é sair por aí destruindo tudo como uma retroescavadeira achando que vai encontrar algo de bom lá no final. Não vai.

    O que começa errado nunca vai terminar certo (frase de tia, mas é verdade rs).

    • claudia

      assino embaixo!!!

    • Marília Rodrigues

      Falou tudo.

    • Janete Gomes Macmillian

      Por essas e outras,deixei rolar,com isso acabei me (enrolando)rsrsrsrs com um americano,agora moro em Boston,mas volta e meia estou na Bahia,as raizes jamais devem ser esquecidas

      • Silvia Pimenta De araujo

        Ai sortuda,rsrsrsrsrs,e a receita ?

    • Rosangela Pimenta de Araujo

      Show é isso aee

  • Hellen Ramos

    Cara, é a primeira vez em sei lá quantos anos que acompanho o blog e que vou fazer um comentário! Não gosto de julgar mas essa historia me tirou do sério! sai com um cara casado uma vez, ha mais de nove anos, foi uma única vez e apesar do sexo ter sido incrível, a experiência de culpa e medo foi repulsiva! Nunca mais me atrevi! Já o caso da “garota merecer chifre porque parou de transar com ele no segundo mês de gestação”, pra mim foi o pior comentário do texto, afinal em primeiro lugar os camarada pode estar mentindo descaradamente só pra fazer com a outra o que ele bem entender e deixa -la achando que por pelo menos um período ela ta sendo exclusiva! Segundo: A mulher pode estar tendo uma gravidez de risco e não pode fazer sexo nem que ela queira! Terceiro: Se a libido dela diminuiu na gravidez e a frequência do sexo diminuiu ou zerou, ela não “merece” ser chifrada não!!! Agente tem que fazer sexo quando quer e tem vontade e não pra agradar parceiro ou parceira! Tudo bem que na maioria dos relacionamentos de longo prazo rola uma pulada de cerca, mas justificar essa traição baseada no que o outro fez é muita hipocrisia. Só trai quem quer, e só se envolve com quem é comprometido quem quer!

  • Didi

    Cafa, seu posicionamento de hoje realmente me fez lembrar do blog antigamente e pra mim isso é bom demais. Direto e reto, como tem que ser.. se esperava palavras doces depois de uma história dessas, então ela está no lugar errado.

  • Mariana GK

    Só consigo imaginar que ela precisa trocar de psicologa urgente.
    De preferencia, passar para um psiquiatra. Essa moça aí precisa ser medicada ¬¬
    Miga, querer compensar seu remorso com “ela merece um chifre, faz 02 meses que não dá uma com o cara” foi o ápice.
    Nâo tem como te defender, sorry.

    OBS – Cafa, quanto mais ácido, melhor! ^^

  • Kika

    Olha, confesso que ontem à noite ao ler o texto fiquei com raiva da garota. Raiva por ela agir de uma maneira nada legal com a namorada do cara, dizendo que ela merecia ser chifrada , e por ela fazer tanta besteira desse jeito com ela mesma. Se maltratando assim. Sei que não devemos ficar julgando-a desse jeito. Estou tentando mudar, mas ainda não é fácil. O primeiro impacto ao ler esse texto não foi dos melhores.

    Mas uma coisa eu digo: O que ela precisa é ter amor próprio, e isso está muito claro que ela não tem.
    Se ela realmente quer encontrar o cara “certo”, então que se afaste desse cara de uma vez! Se for preciso, troque o numero de seu celular. Ele não está agregando em nada a vida dela. Muito pelo contrário.

    Uma vez, ouvi a seguinte frase: “Nós atraímos exatamente aquilo que somos”. Então, se ela quer um cara de valor, que ela seja valor.

    Mude de comportamento. Se ame mais, se valorize mais! Se você não consegue fazer isso sozinha, então procure alguém que possa (ajuda médica). Mas saia desse emaranhado em que você se encontra. Você precisa saber o motivo que a leva para estar fazendo isso. É falta de amor próprio? É! Mas tem que tratar a origem disso. Procure outra psicologa.

    Nós sempre merecemos o melhor, mas cabe a nós decidir o que queremos e como queremos. Dentro ou fora de um “relacionamento” que nos faz mal? Pense nisso!

  • Anelise Lenoir

    Sai dessa garota, se valorize, e fique com alguém que faça isso!Tá dando valor demais pra um cara, q nem amizade colorida, q era sua pretensão, esta querendo com vc!
    Que bom q esta de volta cafa! Publique os posts antigos pra gente..! 😉

  • Jana Monte

    E ainda vai ter quem diga que vc é grosso.
    Genteeee do céu, não mandam mais histórias pra vc como antigamente.
    Cafa ela podia baixar o Adote Um Cara, tbm é bom!
    Mas bem… essa história dessa sexta só valeu a pena pelos seus comentários pq eu tava pra dormir zZzZz
    Oww gente, é como comprar um sapato, se tem o que vc quer, Ótimo! Se não tem, próxima lojaaa!!!

    Xero Cafa querido!
    E paciente! Hahaha

  • lilha

    As tuas histórias têm trazido uma misturinha boa de várias dúvidas minhas,o q tem me ajudado,pq não consegui traçar um resumo da minha, com as “10+” xp~
    Tô em outra fase,agora, me afastei do “meu” cafa e cada vez mais, vejo que foi o certo. E que segui direitinho o manual hehe
    O importante é que seja legal pros dois. Foi legal ter experimentado sexo sem compromisso, mas descobri q não é a minha praia. Melhor se afastar,enquanto há tempo.
    Que bom que voltastes.Boa sorte!

  • Natália Alves

    A definição de vagabunda do cafa foi ótima,rs….
    Menina precisa de muita terapia e se afastar.

  • Natália

    Hahahahaha.
    (pelos comentários)
    sem mais. (Badoo – hahahahaha)

  • Zizi Cris

    Sexta animada a dessa semana. Depois de ler cada comentário, os pros, os contras, uma coisa ficou clara: uma mulher carente é um passo para acabar fazendo asneira, a longo, médio e curto prazo. Cafa, vc deveria fazer um post so sobre os apps mais recentes e antigos para conhecer alguém. Os tipos de pessoas que pode ser encontrada em cada um dos apps e sua avaliação deles. Deve existir um monte, selecione so os mais usados. Assim livre suas cafestes de prováveis enrascadas

  • Van Ttaveira

    Te contar, viu?
    Mulher com tantos atributos favoráveis e msm assim ñ se ama.
    Volte 3 casas e recupere seu amor próprio, querida…
    Tá feio isso aí heim…

  • Elaine

    Realmente como temos a capacidade de nos boicotar. Tem tantas incongruências nesta história. Primeiro para que sair com cara comprometido qdo há tantos solteiros à disposição. Diz que não quer compromisso mas cobra e se frustra como tal. E essa estória que ele conta sobre a namorada é tudo balela. Aposto que eles transam sim e muito bem. E o quê ele faz para você? Se o sexo é meia boca como você mesma diz? Ame-se e pare de se enganar e perder seu tempo. Você merece muito mais.

  • Camila ( carioca)

    Zero auto estima essa moça, coitada. Um pouco de análise faria bem a ela. Só acho! rs

  • Priscila Maria

    gente que diz a verdade na cara!
    Cafa, seu lindo vc ganhou meu respeito! (Fodástico)
    Pra quem acha que vc foi de certa forma rude (direto seria a definição correta)
    Vcs deveriam me ver há exatas 2 horas atrás onde eu mandava minha linda amiga tomar no cu, e deixar de ser vadia por que ela se encontrava na mesma situação que nossa coleguinha aí!
    (E minha amiga vai ler esse texto, eu faço questão de obrigar)
    Quanto a nossa coleguinha aí?!
    QUERIDA! (Modo falsiane on)
    Se vc é linda, ruiva (todos os homens que eu conheço tem tara por ruivas), bem resolvida, paga suas contas. Até eu vou te querer meu bem! :)
    O problema de muitas é essa coisa de ficar esperando alguém vir (do além) e lhes dar o devido valor. Valor é um presente valioso que nós damos a nós mesmas, o resto é complemento. Sem noção essa guria!

  • Lara

    Só observo essa mulherada hipócrita que nc pegou homem comprometido/traiu (uhum) julgando a menina como uma criminosa… Afff

  • Juci Dias

    Saudade de quando tudo era mais leve e reeelax na internet! Até os comentários eram na sua grande maioria divertidos e despretensiosos!
    O bom é que Cafa continua o mesmo…ácido e verdadeiro…✌

  • Camila Coelho

    “ela até merece uns chifres, pois, com 2 meses de gravidez não transou mais com ele” Deplorável essa colocação. Cafa, tenho a ligeira impressão que com o passar dos anos vc vai sair do lado negro da força e se juntar ao coro feminista. Acho que vai ser a sua melhor viagem 😉

  • lika

    Cafa,
    Mais uma vez a minha admiração só cresce pelo escritor que você é. Concordo com tudo e vou além, muda esse nome de manual do cafajeste. Você é um homem bom para receber este nome pejorativo. A moça da história precisa de ajuda, de amor próprio. Suponho que tenha dificuldade de sair dessa situação, mas, enquanto é tempo, deve sair. Sentimentos como empatia e compaixão pela esposa devem estar presentes na leitora para que reflita melhor acerca de suas atitudes. Trair não é solução para relacionamentos em crise, jamais foi. O diálogo e o amor, caso o sujeito esteja insatisfeito com a namorada é a saída mais adequada.
    Um afetuoso abraço de sua leitora assídua.

  • Raio

    N consegui ler ate o final.. Deu preguiça dessa mulher!!!! Afff

  • Raquel Granato

    Cafa, que tal publicar histórias de situações em namoros/casamentos, como nos primórdios do blog? Beijos!

  • Talita Ferro

    Que historia chata. Mulher desordenada das ideias que deve trocar JÁ de psicóloga e tomar uns tapas na cara da vida pra dar um UP!
    Depois de uma semana viajando e sem acesso à internet esperava mais do quinta/sexta das leitoras, mesmo com o seu sermão em cima dessa coitada que é digna só de dó, Cafa!

  • Aline Carlesso

    Gata, 1) Chega de se enganar 2) Você está apaixonada pelo cara. 3) Parte pra outra porque ele é casado e tem filho e trai a esposa. A próxima a ser traída (se vocês namorarem) é você baby.

  • Nathalia Sanches

    Sério? JURA POR DEUS QUE ESSA VAGABUNDA falou que menina merecia chifre por não querer transar gravida ?? Garota vc é tão ignorante e tão cega ao tentar arrumar uma desculpa para sua safadeza que meu nojo quase não me permite responder! Ninguem em situação nenhuma merece chifre, o chifre parte dos principios de quem trai e não de quem esta sendo traído!!! Logo a falha de carater do cara e sua não são justificados com qualquer erro que a menina possa cometer! Trair é um ato egoista e corresponde exclusivamente. A insatisfação pessoal de cada um! Vc no seu papel de mulher deveria aprender a se dar ao valor e não fazer aos outros o que não quer pra sua vida! Ele deveria ser homem de assumir a insatisfação dele e terminar esse relacionamento, se ele não o faz de duas uma: ou ele não esta insatisfeito e é só um fdp mesmo ou não passa de um covarde! As pessoas podem errar e se arrepender, mas ficar mais de um ano sendo lanchinho/amante do cara e vir aqui pagar de “mulherinteressanresolteiraporopção” não cola! 9 anos solteira? É pq não passa de uma vagabunda! Toma vergonha nessa sua cara e vai procura um macho pra vc! Sua safada!

  • Babi Queiroz

    No final, o cafa definiu tudo que eu pensava enquanto lia o texto: se você está SÓ COM ELE, mesmo sendo sem compromisso (dele, né?), você está fiel a ele. No caso, a única pessoa que realmente não tem compromisso na relação de vocês é ele, já que você vai estar sempre querendo fazer sexo com ele.
    Vou dar uma dica: quando estamos em relações sem compromisso, nunca podemos ter uma só, pq se o cara enjoa ou, como no seu caso, a mulher descobre, você vai ficar nesse eterno “não acho ninguém legal”.

  • Ariane Ribeiro

    A moça ,fica a 1 ano com o cara que namora e vai ser pai e ainda fala que ele é o ‘errado’ da história.Sim ele é errado ,mas você tbm não é nenhuma santa né querida!

  • Marília Rodrigues

    O problema das pessoas é acharem que sao merecedoras de alguma coisa como se fossem muito importantes e únicas no mundo. E não somos. Somos pessoas normais e que a gente pode fazer é ser legal pra quem está ao nosso lado. Incrível a falta de empatia e humanidade que esse ser teve com a esposa do anencéfalo. Culpa-la porque não transou quando tava grávida? Você, mulher ruiva, devia se preocupar com gente que prejudica a nossa sociedade, deturpando e criando pessoas doentes que vão à psicológicos e fazem o que você faz. Enfim, o mundo ta uma bosta mesmo.

  • Zelia

    O melhor é deixar acontecer,fluir naturalmente, afinal correria para que?

  • Jiulia Gabrielle

    Adorei as respostas do Cafa. Em anos aqui, essa realmente é a história mais contraditória que eu já li. Eu hein.

  • Soraia Ribeiro

    Nossa quase parei a leitura, mas paguei pra ver até o final, e na boa?!?!?!! Que mina escrota, que história escrota… Sei que aqui ninguém é santo não, todo mundo erra, já errou e vai errar muitas vezes… mas, cara, tanto homem disponível pra ir pra cama pra sexo casual, sem compromisso e nada mais, solteiro, desimpedido, o que leva a querer um fdp que não consegue nem valorizar a mae do seu filho???? E ainda comemora o fato de ser pai com a amante achando que agora será mais facil o sexo casual??? Affffff, que mundo estamos???? E ainda por cima cobrar dele uma atitude de príncipe encantado??? Oi??? Na boa o cara deveria é ir curtir a gravidez ao lado da mulher!!! Sabe, sei que é clichê, mas acredito naquela velha história, não faça com outros ou outras, aquilo que não gostaria que fizessem com você, por mais que não queira compromisso, homem pra uma noite de sexo e nada mais ta cheio por aí, sem compromisso então, apenas para um sexo de vez em quando então nem se fala.. Ser bonita, estudada, educada, independente financeiramente não são os principais motivos para alguém ser amado, valorizado e querido, ter caráter acima de tudo, sim o é….. Portanto a mulher que queira se sentir valorizada tem que se valorizar primeiro, se dar o respeito e não vejo isso nem um pouco nessa história, nem da parte dela, e muito menos da dele,não isento ele da culpa…. já falei que o cara é uma canalha, mas ela tbem não fica atrás, nem um pouco!!! “Miga, fica dificil te defender assim viu” Homens eu entendo quando dizem que realmente ta dificil…. pq ta mesmo…rsrs

  • Helen

    Nada me abalou mais no texto que ”ela até mereceu uns chifres, pois,
    com 2 meses de gravidez não transou mais com ele ” .
    GURIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA como eu quero que quando você engravide você
    se lembre dessa frase no mínimo ESCROTA que você disse.
    Desejo que
    você tenha que dar pro seu respectivo marido TOSCO (como o citado acima)
    enquanto você sente enjoo, tem hemorroidas , candidíase , tontura e
    falta de libido. Até porque se não fizer isso meu bem, ele vai tá
    comendo outra no motel da esquina . Beijos de luz.